domingo, agosto 31, 2014

CASO DE SUSPEITA DE MENINGITE NO HGG

Recebo a grave informação que, neste momento, um paciente está na urgência do HGG, com quadro clínico de suspeita de meningite, necessitando de uma tomografia de cérebro para confirmação ou não e avaliação, em caso positivo, das dimensões da infecção.

Ele já foi levado à Unimed, junto com outros pacientes, mas não foi possível fazer o seu exame, devido à seu estado de instabilidade, embora já tenha sido colhido o líquor.

A equipe médica deverá decidir sobre o risco de manda-lo de novo à Unimed para realização do exame. Infelizmente, é grande o risco da confirmação de meningite, o que obrigará a direção clínica do Hospital a arranjar vaga para o paciente na UTI.


O médico Wilson Cabral, diretor geral do Hospital Geral de Guarus, confirmou que o caso exigiu cuidados especiais, uma vez que há um quadro de instabilidade clínica que precisa ser equilibrado antes de submetê-lo à tomografia. Disse que o tomógrafo do Hospital está em manutenção e que o governo já providenciou a compra de um equipamento novo.

SEMANA CULTURAL DE SÃO FIDÉLIS

Sábado – 06 de setembro          
18:00
Abertura oficial com a A.M. 22 de Outubro
Lançamento do Programa “São Fidélis Digital”
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
19:00
Abertura da Feira de Livros
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
19:30
Encontro com o autor:
Atriz e escritora Fabiana Karla
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
20:00
Visitação ao Museu e Exposição de Artes Plásticas
Artista Everaldo Lopes
Solar Barão da Vila Flor
21:00
Show Musical: Olinda Messias e Banda
Praça de Alimentação

Domingo – 07 de setembro       
08:00
Hasteamento solene dos Pavilhões Nacional, Estadual e Municipal
Palanque Oficial do Jardim Presidente Vargas
08:30
Desfile Cívico, Militar e Escolar
Avenida Sete de Setembro
10:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
12:00
Show musical: Plano B
Praça de Alimentação
16:00
Show Cabeça de Vento com Bia Bedran
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
18:00
Palestra – Literatura com Íris Gomes da Costa
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
20:30
Show Musical: Los Fenomenais
Praça de Alimentação

Segunda – 08 de setembro       
08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Contação de histórias com o Grupo Contos do Rei
Com Jaqueline Nascimento
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
13:30
Contação de histórias com o Grupo Contos do Rei
Com Jaqueline Nascimento
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
15:00
Coreografia Grupo Dançarte
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
18:00
Show Musical: Banda Audioativa
Praça de Alimentação
19:30
I Festival Estudantil de Poesia – Etapa Final
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
21:00
Música Instrumental – André, Claudimar e Ihoda
Praça de Alimentação

Terça – 09 de setembro              
08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Contação de histórias com Iara Lima
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
13:00
Contação de histórias e oficina prática com Grupo Agitação (Letícia Prado)
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
15:30
Oficina de música Escola de Música Amor de Índio com Célia Furtado
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
18:00
Palestra “Escrita poética contemporânea: a palavra reinventada” com Maria Helena Hespanhol
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
19:30
Recital – “A Quina da Palavra” com João Geraldo Evangelista e Ronaldo Barcelo
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
21:00
Show musical – Célia Furtado e Banda
Praça de Alimentação

Quarta – 10 de setembro           
08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Encontro com o autor – Escritor Gabriel Edgar
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
10:00
Contação de histórias com Manuela Hespanhol
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
14:00
Encontro com o autor – Escritora Natany Fernandes
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
15:30
Palestra com a escritora Georgina Martins
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
17:00
Concerto com Instituto Musical Ritmus
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
19:30
Festival de Poesia – Poetas Fidelenses – Etapa Final
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
21:00
Show musical – Roda Cultural
Praça de Alimentação

Quinta – 11 de setembro           
08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Encontro com o autor – Escritor Natany Fernandes
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
10:00
Contação de histórias com Manuela Hespanhol
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
13:30
Encontro com o autor – Escritora Gabriel Edgar
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
15:00
Contação de histórias e oficina prática
Grupo Agitação (Letícia Prado)
Tenda Cultura Jardim Presidente Vargas
15:00
Festival de Poesia 3ª Idade – Etapa Final
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
20:00
Peça Teatral “Eu também quero”
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
21:00
Show musical com Nataly Pontes
Praça de Alimentação

Sexta – 11 de setembro              
08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Encontro com o autor – Escritor Natany Fernandes
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
10:00
Contação de histórias com Manuela Hespanhol
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
13:30
Encontro com o autor – Escritora Gabriel Edgar
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
15:00
Contação de histórias e oficina prática
Grupo Agitação (Letícia Prado)
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
15:00
Festival de Poesia 3ª Idade – Etapa Final
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
20:00
Peça Teatral “Eu também quero”
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
21:00
Show musical com Nataly Pontes
Praça de Alimentação

Sexta – 12 de setembro              
08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Oficina “Contação, criação e recriação de histórias em Cordel” com Edmilson Santini
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
10:30
Encontro com o autor – Escritora Íris Figueiredo
Tenda do Café Literário
13:00
Espetáculo Circense – Acroloucos
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
20:00
VI Festival Aberto de Poesia Falada de São Fidélis – Eliminatória
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
21:00
Show Musical: Susie Mathias
Praça de Alimentação

Sábado – 13 de setembro          

08:30
Reabertura da Feira de Livros
Jardim Presidente Vargas
09:00
Apresentação de Dança
Atelier Coreográfico Arte e Dança
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
10:00
Oficina de música Instituto Musical Ritmus
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
15:00
Encontro com o autor – Escritora Cecília Mouta
Tenda Cultural
Jardim Presidente Vargas
16:00
Inauguração da sala Acervo
“Maria Rita de Abreu Maia”
Biblioteca Municipal
Corina Peixoto de Araújo
17:00
Recital –“ Voz e Violão” com Paulo Ciranda
Anfiteatro da Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
20:00
Final do
VI Festival Aberto de Poesia Falada de São Fidélis
23:00
Show Musical com a banda Café Tropical
Praça de Alimentação

O POLÊMICO PRESIDENTE DO TRE DO RIO DE JANEIRO

RIO — Com bigodes de Barão do Rio Branco, rosto quadrado e toga moldando a silhueta corpulenta, o desembargador Bernardo Garcez parece emergir dos primeiros anos do século passado para presidir a sessão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. 

Aos 65 anos, ele se considera um juiz da velha escola. Não dá entrevistas, não gosta de fotos. E nem precisava. Para traçar-lhe o perfil, uma plenária é suficiente. Nela, Garcez desfila um repertório de frases polêmicas, disparadas em todas as direções. Sua predileta, para denotar independência, é “não tenho chifre e nem rabo”.

Read more: http://oglobo.globo.com/brasil/juiz-da-velha-escola-preside-tribunal-regional-eleitoral-13785297#ixzz3ByvY5uUv

sábado, agosto 30, 2014

MALHA CICLOVIÁRIA EM CAMPOS

(Por e-mail)

Recentemente, foi anunciado que Campos está expandindo a sua malha cicloviária, dando ênfase a ampliação das ciclofaixas, entretanto, todas estão em desacordo com o padrão determinado pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), este último, especialmente em relação a Resolução 236/2007, seja pelas características de demarcação horizontal, seja pelas características, principais, de dimensão (largura); onde, pontualmente por esse aspecto, os ciclistas em Campos sofrem sério risco - especialmente pela irresponsável demarcação na cabeceira da Ponte Leonel Brizola - Guarus-Centro - de vida e os motoristas dos automotores, tanto individuais quanto coletivos, estão involuntariamente sujeitos às penalidades, por infração tipo média de trânsito, sujeito a multa, conforme define o art.: 201 do CTB. Assim, alguns aspectos merecem destaque:

Das Definições:

Ciclofaixa - parte da pista de rolamento, destinada à circulação exclusiva de ciclos, delimitada por sinalização específica.

Ciclovia - pista própria destinada a circulação de ciclos, separada fisicamente do tráfego comum.

Faixa de Trânsito - qualquer uma das áreas longitudinais em que a pista pode ser subdividida, sinalizada ou não por marcas viárias longitudinais, que tenham uma largura suficiente para permitir a circulação de veículos automotores.

Estacionamento - imobilização de veículos por tempo superior ao necessário para o embarque ou desembarque de passageiros.

Acostamento - parte da via diferenciada da pista de rolamento destinada à parada ou estacionamento de veículos, em caso de emergência, e à circulação de pedestres e bicicletas, quando não houver local apropriado para este fim.

MCI - delimita a parte da pista de rolamento destinada exclusivamente à circulação de bicicletas, denominada ciclofaixa.

Das Ciclofaixas:

A marcação das ciclofaixas é constituída por linha contínua, branca, com largura de, no mínimo, 0,20m e, no máximo, 0,30m, complementada por linha contínua vermelha, com largura mínima de 0,10m. A recomendação da largura é de 1,50m para ciclofaixas em sentido único e 2,50m, em sentido duplo, na lateral da pista, sendo complementadas por sinalização com símbolo de bicicleta, tanto horizontal quanto vertical, podendo ser aplicados tachões ou tachas refletivas. Os tachões ou tachas, são sinalizadores de segurança, não demarcadores das ciclofaixas. Podem ter toda a sua extensão pintada na cor vermelha.

Da Malha Cicloviária:

Em Campos, havia até 2008, 18 km de malha, sendo ampliada para cerca de 50 km atualmente, com a intenção de alcançar 70 km, porém, se formos atentar quanto aos parâmetros definidos na legislação de transito brasileira, no caso especial das ciclofaixas, esse número é significativamente reduzido devido a não conformidade, além de incompatibilidade com o modal de transporte a qual se destina, visto a largura de envergadura do guidão, ou seja de ponta a ponta deste, possuir 0,78m, praticamente a largura das ciclofaixas de Campos, que tem 0,80m de largura. A situação piora quando há disposição em sentido duplo, caso das ciclofaixas em Guarus - Ponte Leonel Brizola - seja pelo risco de choque entre os ciclistas ou pelos riscos mencionados em relação aos veículos motorizados. Embora o Estado do Rio de Janeiro seja o maior em quilômetros de malha cicloviária, cerca de 270 km (2013), apropriadas ao uso, isso parece não inspirar a Prefeitura de Campos, que contraria os parâmetros definidos em lei.

Dos Conflitos:

Por incrível que possa parecer, chegou haver o absurdo de na Av. Alberto Torres a ciclofaixa ser demarcada sobre pontos de táxi. Em outros locais, como na Rua Tenente Coronel Cardoso e Rua Saldanha Marinho, as ciclofaixas estão comprometidas por bueiros pluviais, com e sem tampa, e rampas de acesso às garagens. Também, não há sinalização sonora, horizontal e de alerta quando dos cruzamentos com saídas de garagens, especialmente de prédios multifamiliares e comerciais. Outro absurdo é a demarcação feita na cabeceira da Ponte Leonel Brizola - Guarus.

Das Soluções:

Até o momento, só foram reparadas as demarcações dos pontos de táxi, na Av. Alberto Torres, permanecendo inalterados todos os outros aspectos incorretos, largura principalmente, colocando em dúvidas as reais intenções da Prefeitura quando do uso dos recursos públicos para as pinturas e instalações de tachões pelas ruas de Campos.

Abç.,


Renato César Arêas Siqueira
arquiteto e urbanista
perito técnico
professor bolsista UENF

AVIÃO CAI EM BAIRRO RESIDENCIAL EM CURITIBA

Um avião monomotor caiu no final da tarde de hoje,  30, num bairro residencial de Curitiba, atingindo em cheio, uma casa, onde estavam um casal e uma criança, que, no entanto, foram salvos. Os dois tripulantes da aeronave morreram. Ambos não foram ainda identificados.

A informação é do programa Brasil Urgente, da Tv Bandeirantes.

MOBILIDADE URBANA, CAMPOS NA CONTRAMÃO

(Por e-mail)

Segue mais um capítulo da grande batalha travada nos grandes centros urbanos para otimização do transporte público coletivo, desta vez, São Paulo, a maior cidade do país, tenta o monotrilho, sistema suspenso a 15 metros de altura, com amplas janelas e controlado por sistema computadorizado, sem piloto à bordo!

Pelos testes já realizados não agradou muito, causando desconforto, tanto na estabilidade, por trepidação, quanto no emocional, por vertigem, de quem usou e não se sentiu muito a vontade ao olhar para baixo. Com exemplos de implantação na China e na Índia, o monotrilho chega ao Brasil como mais uma alternativa sem a devida apropriação e consideração das características do contexto urbano brasileiro, apenas com a chancela de que foi utilizado em outras partes do mundo, desprezando, por exemplo, o histórico do transporte de trens urbanos.

Estamos falando de transporte de massa, e não devemos nos esquecer que a grande alternativa para o Brasil, como modal de transporte proposto e implantado, ou em implantação nas capitais importantes, como Rio de Janeiro , Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Porto Alegre e Fortaleza, é o BRT, isso só para citar as capitais que tiveram esse investimento para o evento da Copa do Mundo 2014, com repercussão para os jogos olímpicos de 2016.

A despeito de tudo isso, Campos tem anunciado o Aeromóvel - existente em apenas dois lugares no mundo:  parque temático recreativo na Indonésia(Jacarta) e Porto Alegre-BR, trecho com 814 metros que liga o Aeroporto Salgado Filho à Estação Aeroporto do metrô - como solução para o caótico transporte público de massa, haja visto, no presente momento não existir nenhum na cidade, pois ônibus não é considerado transporte de massa, mas sim elemento de integração no sistema de transporte público coletivo. Neste momento, inclusive, um vereador propôs com muita infelicidade, a extensão do benefício da passagem social, para o transporte considerado alternativo, que beira ao ilegal, sem se importar com o primordial que é a segurança das pessoas, tão pouco em debater o Plano de Mobilidade Urbana, cujo prazo para apresentação se esgota em abril de 2015. Para não mencionar o tumultuado processo de licitação do transporte público, ainda sem solução, baseado no binômio preço-técnica, quando deveria ser qualidade-eficiência e despreza a acessibilidade universal, contrariando o artigo 5º, I, da Lei 12587/2012 (Mobilidade Urbana).

Vale destacar, que nenhum modal de transporte isoladamente irá resolver a situação do transporte público coletivo - em nenhum lugar do mundo - que passa por outros condicionantes, como as ocupações do território, evitando o exagero no perímetro urbano, as ocupações dos vazios urbanos e a disponibilidade e otimização nas relações entre os equipamentos urbanos e as zonas de emprego, habitação, trabalho e lazer, além da integração das infraestruturas de mobilidade: intermodalidade (vias para pedestres pavimentadas e acessíveis, malha cicloviária, terminais modais/rodoviários e diversidade modal (ônibus, BRT, VLT, vãs, trens, aeromóvel, monotrilho), estes, onde for indicado a pertinência do uso.

Fora disso, é aventura para super-heróis e resultados financeiros para os grandes investidores, onde nós, pobres mortais ficamos à pé sonhando que as cidades devem ser planejadas para as pessoas!

Abç.,

Renato César Arêas Siqueira
arquiteto e urbanista
perito técnico

professor bolsista UENF

CENTRO DA CIDADE; GATO POR LEBRE?

Ando pelo centro velho de Campos e uma inquietação me assalta. Afinal, o que a prefeitura executa na área: uma revitalização ou uma restauração?
Sim, porque para meu time de futebol de salão de neurônios, são duas expressões que guardam conceitos distintos.
À meu ver, sem consultar dicionário, revitalização é dar novo vigor, consertar, o que já existe; ao passo que restauração é recompor, de forma meticulosa e fidedigna, o que havia.
Na obra do centro, nem tico, nem teco.
O que se vê, além das galerias, é aquela urbanização massificada pela maioria das cidades, com elevação de piso nas confluências das ruas estreitas.
A impressão que tenho é que ao final do milionário contrato, mais de 60 milhões de reais, a cidade terá um centro melhorado, mas à anos-luz, do majestoso logradouro que já foi um dia, com destaque para a lendária Rua do Homem em Pé, imortalizada nas obras de Zé Cândido e Osório Peixoto. Outra pérola histórica, o Chá-Chá-Chá, antes antiga estação dos bondes, foi transformada em um "não sei o quê". Poderia ser o bar que quiseram, com a a arquitetura da estação, ou então, da velha quitanda onde dona Justina, mãe de Patrocínio, já forra, vendia verduras.

Ontem, casualmente, encontrei a cena abaixo. Ao que parece um carro tentou entrar no calçadão e ignorou a fortaleza da barragem. Do jeito que tudo está, acho que é a história do nucleo central da cidade que está sendo atropelada. À preço de ouro.


ESTADO EMPRESTA TOMÓGRAFO MÓVEL A CAMPOS

Os tomógrafos dos Hospitais Ferreira Machado, Geral de Guarús e Santa Casa estão com defeito. Inviabilizados, por ora. Os pacientes mais graves estão sendo levados para o Hospital da Unimed, que, por sua vez, não tem como atender a grande demanda.
No início da semana, o viceprefeito de Campos e secretario de Saude municipal, Chicão, ligou ao governador Luiz Fernando Pezão, que já mandou pra Campos a carreta do tomógrafo móvel para suprir a deficiência momentânea.
É assim que deveria ser sempre. O interesse público se sobrepor à política  rasteira, partidária.

REUNIÃO DA CÂMARA DE SJB SOBRE O AÇU ADIADA

(ascom)

A Câmara Municipal de São João da Barra informa que a reunião que estava marcada para o próximo dia 03 sobre o "Avanço do mar no Açu" foi adiada.

sexta-feira, agosto 29, 2014

PEZÃO NO CALÇADÃO

Flagrantes da caminhada de Pezão, nesta sexta feira, 29, no calçadão:


AQUI JAZ A HISTÓRIA

Na região fronteiriça entre Campos e São Fidélis, em terras do grupo MPE, à margem esquerda da estrada, no sentido Campos-Cidade Poema, próximo a fábrica de sucos, há um cemitério abandonado, um lugar onde a história morreu. O espaço do sepulcrário está tomado de mato, com as amuradas em ruínas e a entrada em escombros. Sobra de pé, apenas, uma coluna do portão.

O assunto é instigante e o blog está fazendo uma pesquisa sobre sua história.

(As fotos não são muito reveladoras porque o mato está cerrado no local)


DATAFOLHA: MARINA EMPATA COM DILMA NO 1° TURNO

Pesquisa DataFolha para presidência da República, divulgada, agora, no Jornal Nacional:
Dilma - 34%
Marina - 34%
Aécio- 15%
pastor Everaldo - 2%

Segundo turno:
Marina - 50%
Dilma - 40%