quinta-feira, dezembro 18, 2014

FALTANDO UM PEDAÇO

(Por in box)

bom dia
acabei de ser informada que o pessoal de apoio da saúde - funcionários que fazem uma escala extra para cobrir a falta nas unidades de saúde - não recebeu o pagto extra referente ao mês de novembro, já que este sai no mês posterior ao serviço. Dizem que só final de janeiro de 2015.

PORQUE É NATAL

Fica desconcebido esse Natal como se apresenta.

Fomentador da grande especulação financeira,
Maior mote comercial do ano,
que vergasta e humilha os pobres.

Trata-se de usurpação da mais importante metáfora do Cristianismo.

Fica estabelecido que, na semana do Natal:

As grandes corporações financeiras assumem o compromisso de anistiar os seus devedores, principalmente, àqueles que entregaram seus bens forçados pela adaga dos juros; sejam sítios, bois ou tratores, porque é Natal;

Comportamento idêntico assumirão as financeiras em relação aos empréstimos de servidores públicos, aposentados e pensionistas. Anistia ampla, total e irrevogável dos mais escorchantes juros do mercado, porque é Natal;

A indústria alimentícia, o ramo de bebidas e, em especial a Coca-Cola, criadora da figura do Papai Noel, como agente de marketing, doará sua produção integral nas comunidades mais pobres e periféricas, porque é Natal;

A poderosas marcas vendedoras de perus e castanhas e chesters e espumantes e vinhos levarão o que têm de melhor para lautos cafés da manha  em manicômios, hospitais públicos, presídios e orfanatos porque é Natal;

As portentosas fábricas de brinquedo distribuirão todo o seu estoque de eletrônicos e manuais às crianças, indistintamente, ricas ou pobres, porque criança é criança e porque é Natal;

As mega editoras colocarão livros, inclusive, os festejados lançamentos disponíveis e gratuitos nas praças das cidades, porque é Natal;

Os pais operários não mais precisarão demorar-se nas ruas para fugir dos filhos que aguardam seus presentes. As vitrines ficarão abertas e franqueadas, com renovação permanente de estoques, porque é Natal;

Fica proibido auferir lucros com a festa de nascimento de Cristo;

Fica permitido dividir, compartilhar, doar, renunciar porque é Natal;

Professar o verso de uma canção desconhecida: dividir a sede é ser mais amigo, dividir o trigo, o amor e o pão.

Porque é sempre Natal.


(FLF)

quarta-feira, dezembro 17, 2014

OS SALÁRIOS MILIONÁRIOS DOS PODERES DO BRASIL

Atualização, 01:30h: o Senado aprovou projetos da Câmara que reajustam os salários dos parlamentares, ministros do STF, presidente e ministros de Estado e PGR, ratificando uma elite oficial, milionária e ainda blindada pela lei, com o instituto abjeto do forum especial.

Vamos ver como reagirão à este aumento imoral, principalmente, os deputados que se comportam como vestais.

G1:

Câmara aprova reajuste de ministros do STF, parlamentares e presidente

Pelos projetos, presidente ganhará R$ 30,9 mil, menos que deputado.
Ministros do STF, parlamentares e PGR receberão R$ 33,7 mil em 2015.

Nathalia Passarinho e Fernanda CalgaroDo G1, em Brasília
Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (17) aumentos salariais para a presidente da República, ministros de Estado, parlamentares, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o procurador-geral da República (PGR), em 2015. Os projetos ainda precisam passar por votação no Senado Federal.
Pelos textos chancelados pela Câmara, o salário da presidente Dilma Rousseff e de ministros do governo será de R$ 30,9 mil, enquanto senadores, deputados, magistrados do STF e o procurador-geral receberão R$ 33,7 mil por mês. Atualmente, o presidente da República recebe o mesmo subsídio dos parlamentares (R$ 26,7 mil) e menos que ministros da Suprema Corte, cuja remuneração é de R$ 29,4 mil.
arte salários deputados senadores dilma ministros STF (Foto: Editoria de arte/G1)
Portanto, a partir do ano que vem Dilma passará a receber menos que um deputado federal. Os reajustes salariais do STF e do procurador-geral estão previstos em dois projetos de lei que seguirão para sanção presidencial depois de aprovados pelo Senado.

Os aumentos para parlamentares, presidente da República e ministros de Estado estão em dois projetos de decreto legislativo que serão promulgados pelo presidente do Congresso depois de aprovados pelo Senado.
Durante a votação, o único a discursar na tribuna contra os aumentos salariais foi o deputado Glauber Braga (PSB-RJ).  “Não houve uma defesa de corte de gastos? Os parlamentares que fizeram essa defesa têm agora a oportunidade de dar exemplo. Terão oportunidade de fazer isso com os próprios rendimentos”, disse.
Um parlamentar chegou a gritar no meio do plenário: “Quem não quiser o aumento, devolve”. Os demais deputados não se manifestaram na tribuna sobre os reajustes.
O acordo sobre os valores foi negociado pelo presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), diretamente com Executivo, Judiciário e Ministério Público, em reuniões com Aloizio Mercadante (ministro da Casa Civil), Ricardo Berzoini (ministro de Relações Institucionais), Ricardo Lewandowski (presidente do STF) e Rodrigo Janot (procurador-geral da República). Nesta terça (16), o acerto foi chancelado em reunião de líderes partidários na Câmara.
Proposta do Supremo
Originalmente, Supremo e PGR defendiam reajuste de 22% e enviaram projetos de lei para a Câmara aumentando o subsídio de R$ 29,4 mil para R$ 35,9 mil mensais. Senadores e deputados queriam aprovar um projeto de decreto legislativo que fixasse esse mesmo valor para parlamentares, ministros de Estado e presidente da República.
No entanto, o governo federal negociava desde a semana passada uma redução dos aumentos sob o argumento de que o Orçamento de 2015 não comporta gastos desse porte. O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, enviou nesta terça um ofício a Henrique Alves nesta terça defendendo aumento de 15,76% para o Executivo.
Após negociações com os demais Poderes, a Câmara decidiu conceder reajustes diferentes, o que significa que o presidente da República ganhará menos que parlamentares e magistrados do Supremo a partir do ano que vem.
Economia
A aprovação dos aumentos salariais ocorre num momento delicado das contas públicas, depois de o governo ter derrubado a meta de superávit primário (economia feita para pagar juros da dívida pública), estabelecida para 2014. O volume de gastos no ano eleitoral superou a arrecadação e a nova equipe econômica anunciada pela presidente Dilma Rousseff já fala em conter despesas.
Nos nove primeiros meses deste ano, as contas do setor público registraram um déficit primário – receitas ficaram abaixo das despesas, mesmo sem contar juros da dívida – de R$ 15,28 bilhões,  segundo números divulgados pelo Banco Central. Foi a primeira vez desde o início da série histórica do BC, em 2002 para anos fechados, que as contas do setor público registraram um déficit nos nove primeiros meses de um ano.
Assim que foi anunciado como futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy falou em cortes de despesas e estabeleceu que a meta fiscal em 2015 será de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) para todo o setor público consolidado (governo, estados e municípios).

HISTÓRICO: EUA E CUBA VOLTAM A SE RELACIONAR

Hoje, as Américas comemoram o restabelecimento de relações entre os Estados Unidos e Cuba, depois de mais de 50  anos de ruptura, com eventos dramáticos, entre os quais a tentativa de invasão da Baía dos Porcos, pelos marines do então presidente democrata, John Kennedy.

Os presidentes Barack Obama e Raul Castro, fizeram manifestações aos seus respectivos países, em cadeia de rádio e TV, ao mesmo tempo, ocasião em que comunicaram o reatamento de relações.

Entre as autoridades que trabalharam pelo encontro dos dirigentes americano e cubano, destacou-se o Papa Francisco.

TEMOS OS DEPUTADOS MAIS RICOS DO MUNDO

Os deputados e senadores do nosso congresso bicameral votaram um aumento pra eles mesmos. Subiram de 26 para 33 mil reais os seus subsídios e determinam o efeito cascata no corolário de vantagens financeiras que acumulam, inclusive 150 mil reais de verba de gabinete.

Fazem isso e sinalizam para aumentos proporcionais para o executivo, Judiciário, Assembléias legislativas e Câmaras de Vereadores.

A deputalhada repete esta prática sempre ao fim das legislaturas. Temos o Parlamento mais caro do mundo e o mais sujo também.

A caterva se dá ao desfrute de uma pequena fortuna por mês, num país em que o trabalhador ganha o mais miserável salário do Planeta. E ainda é obrigado a votar na corja.

I-M-P-E-R-D-Í-V-E-L


CONSELHO DE SEGURANÇA DE CAMPOS TOMOU POSSE

Diretoria do Conselho Comunitário de Segurança de Campos tomou posse nesta quarta.

Os membros do Conselho Comunitário de Segurança de Campos tomaram posse nesta quarta-feira (17) no Departamento de Estrada e Rodagem na cidade do Rio de Janeiro para mandato de dois anos, renovável por igual período. Participaram da cerimônia o Comandante Geral da PM do Estado do Rio de Janeiro Coronel Ibis Silva Pereira, Presidente do ISP, Coronel Paulo Augusto Teixeira e Comandante do 8º BPM de Campos  Tenente-Coronel Marcelo Freimam de Souza Ramos que deram posse aos novos membros Amaro Ribeiro Gomes como presidente, Ademir Bernardo 1º Secretario e Gerson Gomes Diretor de Ética.

O Conselho objetiva apresentar ao poder público, medidas e atividades que visem a promover a segurança da população, que busquem a melhoria da segurança no município, receber sugestões manifestadas pela sociedade a opinar sobre denúncias que lhe sejam encaminhadas, apoiar realizações desenvolvidas por órgãos governamentais, ou não e promover atendimentos com organizações e instituições afins. "Vamos tratar conjuntamente problemas específicos de segurança pública, para o bem de todos no município", disse o Presidente Amaro Ribeiro Gomes.

(ASCOM)

LEI ORÇAMENTARIA DE CAMPOS EM PAUTA DIA 19


ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES


Av. Alberto Torres, 334 - Campos dos Goytacazes/RJ - 28.035-582
Telefone (22) 2101-6350 - Fax (22) 2101-6391

GABINETE DO PRESIDENTE



AVISO PÚBLICO Nº 007/2014

                 
                        EDSON BATISTA - Presidente da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, no uso de sua atribuição que lhe confere o Regimento Interno e a Lei Orgânica Municipal, bem como em atendimento a Lei de Responsabilidade Fiscal, comunica o presente ato:
                                            Tendo retornado do Gabinete do Procurador Geral da P.M.C.G, Sr. Matheus da Silva José, a Lei Orçamentária Anual – 2015, com as pertinentes adequações promovidas em razão da incerteza das políticas macroeconômicas do País e reiterados atrasos nos repasses dos recursos dos royalties do petróleo, 

                                            R E S O L V E:
                                                  a) designar o dia 19/12/2014 (sexta-feira), às 10h., a Audiência Pública, com a finalidade de discutir a LEI ORÇAMENTÁRIA PARA O EXERCÍCIO DE 2015;
                                                  b) - convocar todos os Vereadores, a Sociedade Organizada, bem como a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos (CDL), LIONS, ROTARY, LOJAS MAÇÔNICAS, ASSOCIAÇÃO DE BAIRROS, obedecendo a inscrição já realizada por ocasião da convocação anterior;

                                                  c) - divulgar a audiência pública pela imprensa, inclusive, por meios eletrônicos;

                                                  d) - comunicar ao digno Membro do Ministério Público da Comarca;

                                                  e) - reabrir o prazo para emendas, previsto no § único do Artigo 179 do Regimento Interno desta Câmara Municipal.
                                           
Campos dos Goytacazes, 12 de Dezembro de 2014.
                                           
EDSON BATISTA
- Presidente -


RP.

GAROTINHO PASSA MAL E ADIA DISCURSO EM BRASILIA

Garotinho passa mal, na viagem entre Campos e o Rio e adia ida à Brasília. (Informação do BlogdoGarotinho)

17/12/2014 12:58


Ontem aqui no blog foi anunciado que hoje, Garotinho faria um discurso na tribuna da Câmara, a partir de 15h. Porém ontem, Garotinho teve um mal estar quando vinha de Campos para o Rio, por esse motivo não viajou para Brasília. Não é nada demais, apenas estamos avisando para que os leitores interessados não fiquem esperando à toa pelo discurso. 

TERCEIRIZADOS SEM DATA PARA RECEBER

Afinal, os trabalhadores terceirizados demitidos já têm data marcada para receberem seus salários devidos?

O governo faz crer que depende da venda dos royalties, suspensa pelo Judiciário, para pagar às empresas terceirizadoras. Com este ardil, imagina que se exime de responsabilidade, e puxa a Oposição, autora da ação judicial, para a "roda dos escarnecedores".

Quer demitir, demite, mas tenha vergonha suficiente para pagar o que deve.