sexta-feira, maio 19, 2017

QUEM É JOESLEY BATISTA

(Veja)

(Acero da revista Veja)


O empresário Joesley Batista ficou conhecido como o homem que gravou o presidente Michel Temer, colocando o peemedebista na mais grave crise de seu governo. Mas quem é o dono da JBS, a maior processadora de carnes do mundo?
Goiano de 45 anos, Joesley Batista é dono de uma fortuna estimada em 3,1 bilhões de reais, segundo a revista Forbes. Mas a história da família Batista começa de forma bem diferente. O pai dele, José Batista Sobrinho – as iniciais do nome batizaram o açougue aberto em Anápolis, Goiás, em 1953.

A construção da nova capital Brasília, anos depois, fez com que o comerciante, conhecido como ‘Zé Mineiro’, expandisse seus negócios, aproveitando o ‘boom’ dos candangos que chegavam à região.

Na década de 1980, os negócios começaram a prosperar – mas nada comparado ao que se veria nos anos 2000.
Ao lado do irmão, Wesley Batista, Joesley transformou o pequeno frigorífico na maior processadora de carnes do mundo, com 237 mil colaboradores no mundo (sendo que 53% deles trabalham no Brasil).
Os irmãos, com 42,3% de participação no conglomerado, têm sempre a última palavra – e tomam todas as principais decisões da holding, inclusive no relacionamento com políticos, que receberam milhões em doações da empresa.
Muito do crescimento do conglomerado pode ser creditado à ajuda do BNDES, que escolheu a JBS como uma de suas ‘campeãs nacionais’ – empresas que receberiam aportes regulares do banco de fomento brasileiro durante os anos do PT no poder. A partir daí, a companhia passou de um faturamento de 1,2 bilhão de reais, em 2004, para algo em torno de 170 bilhões de reais em 2016.
Hoje, o banco possui 20,3% da JBS – que encabeça a holding J&F, controladora de empresas como Alpargatas, Vigor, Flora, Eldorado e o banco Original, em negócios ainda cercados de mistério.
Joesley é conhecido pela simplicidade, mas não hesita em cobrir de mimos a mulher: a jornalista e apresentadora Ticiana Villas Boas. Em entrevista a VEJA, ela revelou que tinha gastos “ilimitados pagos por ele” e que não sabia o quanto custava o litro da gasolina. “Quando me dei conta, nem sabia mais o preço da gasolina. Pensei: sou jornalista e não sei quanto custa o combustível? Voltei eu mesma a encher o tanque”, disse à época. Aviões, mansões em lugares nobres do país, casas no exterior (inclusive o apartamento em Nova York onde se hospedaram quando a delação veio à tona) e festas nababescas fazem parte da rotina do casal bilionário.
As sucessivas operações da Polícia Federal contra o grupo vinham tirando o sossego de Joesley. Além da Operação Bullish, que investiga contratos de 8 bilhões de reais uma subsidiária do BNDES com a JBS, o conglomerado é alvo de outras quatro ações da PF – a Greenfield investiga o uso irregular de dinheiro de fundos de pensão para a JBS; a Sepsis apura liberação indevida de recursos do fundo de investimentos do FGTS; a Cui Buono, investiga fraudes na liberação de créditos junto à Caixa Econômica Federal; além da Carne Fraca, que apura um esquema de corrupção envolvendo frigoríficos e fiscais do Ministério da Agricultura.

Ao gravar o presidente da República, para depois fechar um acordo de delação, o empresário mostra que o objetivo era evitar a prisão e encerrar as investigações contra a JBS por meio do pagamento de multa, livrando o grupo de penalizações mais severas. Quanto à opinião pública, Joesley divulgou carta na quinta admitindo seus erros e pedindo desculpas. Na declaração, ele culpa o sistema brasileiro pelos atos que levaram à empresa para o lado negro dos negócios: “Nosso espírito empreendedor e a imensa vontade de realizar, quando deparados com um sistema brasileiro que muitas vezes cria dificuldades para vender facilidades, nos levaram a optar por pagamentos indevidos a agentes públicos.”

E-MINISTRO JOAQUIM BARBOSA DEFENDE AÇÃO DO POVO PARA AFASTAR TEMER

O Dia


Brasília - O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse, nesta sexta-feira, que os brasileiros devem se mobilizar para pedir a renúncia imediata do presidente Michel Temer.
"Não há outra saída: os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer", escreveu Barbosa em seu Twitter.
"Revelações estarrecedoras", comentou Joaquim Barbosa

VEJA OS VÍDEOS DAS DELAÇÕES DOS DONOS DA JBS

O Supremo Tribunal Federal liberou, nesta sexta-feira (19), o conteúdo das delações premiadas dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, no âmbito da Operação Lava Jato. As delações foram homologadas pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte.

Veja os vídeos das delações dos donos da JBS, no G1

VEJA DEPOIMENTO DE BETH MEGAFONE NA OPERAÇÃO CHEQUINHO

Depoimento prestado por Beth Megafone, na audiência da operação Chequinho, no último dia 18, no forum Maria Tereza Gusmão:


SUPREMO DIVULGA HOJE CONTEÚDO DAS DELAÇÕES DOS DONOS DA JBS

G1



O Supremo Tribunal Federal deverá divulgar nesta sexta-feira (19) o conteúdo das delações premiadas dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, no âmbito da Operação Lava Jato.

As delações já foram homologadas pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, e o sigilo do conteúdo das informações, retirado.

Desde a última quarta (17), quando o jornal "O Globo" noticiou pela primeira vez o que os irmãos Batista haviam informado aos investigadores, os impactos no mundo político têm sido os mais diversos.

No Congresso Nacional, por exemplo, surgiu o movimento a favor do impeachment do presidente Michel Temer, liderado pela oposição. Além disso, Aécio Neves (PSDB-MG) foi afastado do mandato de senador por determinação do STF (entenda mais abaixo).

Temer

Um dos principais pontos das delações dos donos da JBS revelado até agora é a gravação de uma conversa entre Joesley Batista e o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-presidência, em março deste ano.

Segundo o jornal "O Globo", Joesley informou aos investigadores que, nessa conversa, ele e Temer discutiram a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso na Lava Jato, com o objetivo de evitar que ele fizesse delação.


Matéria completa, com os áudios, no G1 

CONVITE


quinta-feira, maio 18, 2017

SOS


MANIFESTAÇÕES CONTRA TEMER TUMULTUAM CENTRO DO RIO


Manifestação contra o presidente Temer, no centro do Rio de Janeiro, é tenso. Policiais e militantes políticos se enfrentam à todo instante.

Veja no G1

OUÇA AQUI O ÁUDIO DO PRESIDENTE TEMER

O Supremo Tribunal Federal divulgou na tarde desta quinta, 18, os áudios gravados pelo empresário Joesley Batista com o presidente Temer, nos quais ele diz que está pagando uma mesada para garantir o silêncio de Eduardo Cunha, na cadeia.


Ouça (aqui)

TEMER DESCARTA RENUNCIA

(Veja)




Em pronunciamento oficial, o presidente Michel Temer (PMDB) afirmou nesta quinta-feira que não vai renunciar do cargo em razão das acusações feitas pelo empresário Joesley Batista em delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
“Não preciso de cargo público nem de foro especial. Não tenho nada a esconder. A investigação pedida pelo STF será território onde surgirão todas as informações e no Supremo demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos. Não renunciarei. Repito. Não renunciarei. Exijo investigação plena e muito rápida para o esclarecimento do povo brasileiro”, disse Temer.
Mais informações em instantes.

BLOG DO NOBLAT: TEMER DECIDIU RENUNCIAR

Blog do Noblat


Temer decidiu renunciar

Presidente Michel Temer (Foto: AFP 13/12/2016)Presidente Michel Temer (Foto: AFP)
Ricardo Noblat
O presidente Michel Temer está pronto para anunciar sua renúncia ao cargo e deverá fazê-lo ainda hoje. Já conversou a respeito com alguns ministros de Estado e, pessoalmente, acompanha a redação do pronunciamento que informará o país a respeito.
Rodrigo Maia (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já foi avisado sobre a decisão de Temer. Ele o substituirá como previsto na Constituição, convocando o Congresso para que eleja o novo presidente que governará o país até o final de 2018.
A Secretaria de Comunicação Social da presidência da República suspendeu a veiculação de peças de propaganda do governo que estavam no ar ou que poderiam ir ao ar.

TEMER FARÁ PRONUNCIAMENTO ÀS 16H

Não há nada ruim que não possa piorar.
Em caso de impeachment ou renúncia de Temer, Rodrigo Maia, aquele, assume a presidência e marca eleições indiretas, em 30 dias.
O Congresso terá que escolher entre os parlamentares.

Senhor, tende piedade de nós!

IMAGENS DA ENTREGA DE DINHEIRO A TEMER E AÉCIO

Veja



O colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, divulgou nesta quinta-feira imagens feitas pela Polícia Federal das entregas de dinheiro do diretor de relações institucionais da JBS, Ricardo Saud, a emissários do presidente Michel Temer e do senador Aécio Neves (PSDB-MG).
As imagens reveladas pelo jornal mostram o encontro e os deslocamentos do deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor de Temer, ao lado de Saud, em São Paulo, no dia 28 de abril.
Rocha Loures e Batista se encontram no café Il Barista, no shopping Vila Olímpia, e dali seguem ao restaurante Pecorino, no mesmo shopping. O jornal afirma que o deslocamento é uma “estratégia de despiste” do peemedebista.
Depois de meia hora no local, os dois vão ao estacionamento do shopping, onde Ricardo Saud mantinha 500.000 reais alocados dentro de uma mala em seu carro. As imagens mostram o dinheiro dividido em notas de 50 reais dentro da mala. O emissário de Temer, no entanto, não pega a mala e os dois seguem à pizzaria Camelo, nos Jardins, bairro nobre da capital paulista.
Segundo o jornal, este deslocamento também foi feito por sugestão de Rocha Loures, que entra na pizzaria sem a mala e depois sai do local carregando o objeto.

De acordo com O Globo, a Polícia Federal também filmou três entregas de dinheiro a Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio Neves que teria sido encarregado de receber 2 milhões de reais pedidos pelo tucano ao empresário Joesley Batista, dono da JBS e delator premiado. “Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho”, teria dito Aécio a Joesley.

ALIADOS QUEREM RENÚNCIA DE TEMER

G1

Aliados do presidente Temer sugerem renúncia



O presidente Michel Temer decidiu cancelar todos os compromissos que constavam na agenda oficial nesta quinta-feira (18). Depois, ele recebeu ministros do núcleo político em seu gabinete no Palácio do Planalto.

A decisão de cancelar os compromissos foi tomada um dia após o colunista do jornal "O Globo" Lauro Jardim informar que os donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista, disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ao chegar ao Palácio do Planalto, por volta das 8h05, o presidente tinha 18 encontros previstos na agenda. Os encontros estavam marcados para ocorrer a cada meia hora, sem intervalos nem para almoço.

Temer chegou a receber o senador Sérgio Petecão (PSD-AC). A reunião era o primeiro dos 18 compromissos e já estava prevista na quarta, antes de as primeiras informações envolvendo Temer terem sido divulgadas.

Logo após a reunião com o parlamentar, porém, os outros 17 compromissos que constavam na agenda foram cancelados.


Entre os compromissos, estavam encontros com deputados federais, estaduais, senadores, presidentes de partidos. No site do Planalto, a agenda foi substituída para “despachos internos”.

Leia matéria completa no G1

FACHIN AFASTA AÉCIO DO SENADO E PLENO VAI DECIDIR SOBRE SUA PRISÃO

G1

Busca e apreensão no aparatamento do senador Aécio Neves


O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), do mandato de senador. O magistrado, no entanto, optou por não decretar monocraticamente o pedido apresentado pela Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o parlamentar tucano.

No despacho, conforme apurou a TV Globo, Fachin decidiu submeter ao plenário do Supremo o pedido de prisão de Aécio solicitado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.


Até o meio da manhã, o STF ainda não havia anunciado quando será julgado o pedido de prisão. Na pauta oficial de julgamentos, permaneciam marcadas somente ações relacionadas a aposentadoria de servidores. É possível, porém, que Fachin peça à presidente do STF, Cármen Lúcia, para julgar o pedido fora da pauta, em razão da urgência do pedido da PGR.

Leia matéria completa no G1

GRUPO DE GAROTINHO PROPÕE AÇÃO CONTRA PREFEITO RAFAEL DINIZ

O juiz Eron Simas, marcou para dia 2 de junho, às 13h30, no salão do juri do forum Maria Tereza Gusmão,audiência para  julgamento de ação proposta pela coligação frente popular progressista de Campos, vereador Thiago Virgílio, Luiz Eduardo Crespo por suposto uso indevido dos meios de comunicação e abuso de poder econômico contra o prefeito Rafael Diniz, a vice, Conceição de Maria, coligação Campos vai ser diferente, diretores dos jornais Folha da Manhã e Terceira Via.

Leia:



quarta-feira, maio 17, 2017

TEMER EDITA NOTA À IMPRENSA

g1


NOTA À IMPRENSA

O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.


O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados.

DELATOR DA JBS GRAVOU PROPINA PAGA A TEMER

G1


Temer está reunido no Palácio do Planalto. Não lhe resta alternativa.


Os donos do frigorífico JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A informação é do colunista do jornal "O Globo" Lauro Jardim.

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da J&F, uma holding que controla o frigorífico JBS. Posteriormente, Rocha Lourdes foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, enviados por Joesley.

Ainda não há informação sobre se a delação foi homologada. O Supremo Tribunal Federal (STF) disse que não irá se pronunciar nesta quarta-feira (17) sobre a delação.


Matéria completa no G1

CÂMARA VAI AGUARDAR JUSTIÇA ELEITORAL PARA REDEFINIR SUA COMPOSIÇÃO

Ururau




Chequinho: Marcão diz aguardar TRE para posse de vereadores

  Divulgação
Por decisão do TSE seis vereadores são liberados para exercer mandatos
O presidente da Câmara de Vereadores de Campos, Marcus Welber Gomes da Silva, conhecido como Marcão, disse na tarde desta quarta-feira (17/05) que ainda está aguardando as determinações da Justiça Eleitoral para os posicionamentos na Casa Legislativa quanto à decisão pela diplomação de seis vereadores eleitos em 2016, mas que estavam impedidos judicialmente de assumir a cadeira por serem investigados na “Operação Chequinho”. 
“A decisão do TSE desrespeita somente à diplomação de seis vereadores que por decisão da 100ª Zona Eleitoral ocorreu no ano passado. Efetivamente a respeito dos dois processos existentes da Ação Judicial de Investigação Eleitoral (Aije) e da Ação Penal que é onde tem indícios da utilização do programa Cheque Cidadão para compra de votos nas eleições de 2016 este mérito não foi julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Existem Aijes que já foram julgadas em primeira instância e que estão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Então esclarecer para a população de Campos que tão somente a expedição de diploma é que foi julgada nesse habeas corpus, restando ainda os julgamentos a respeito dos indícios de irregularidades cometidas por alguns políticos", disse Marcão.
Os vereadores beneficiados com o julgamento do TSE são: Linda Mara (PTC), Kellinho (PR), Miguelito (PSL), Ozéias (PSDB), Thiago Virgílio (PP) e Jorge Rangel (PTB). Somente Jorge Rangel não foi preso pela Polícia Federal na fase de investigação do processo da Chequinho.
Site Ururau entrou em contato com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/Rio) e aguarda um posicionamento sobre a expedição dos diplomas, mas ainda não obteve resposta. 

 Reportagem: Redação
 

PF CUMPRE MANDADO DE BUSCA NA OPERAÇÃO CHEQUINHO

Terceira Via


PF cumpre mandado em casa de ex-subsecretária de Governo de Campos

Joyce Lessa Castro se apresentou na Delegacia da PF no fim da manhã; ela é citada em depoimento de Beth Megafone

CAMPOS 
POR MARCOS CURVELLO
 
17 DE MAIO DE 2017 - 8h42
Joyce deixa a Delegacia da Polícia Federal na companhia de advogado, no início da tarde desta quarta-feira. (Foto: Silvana Rust)
Joyce deixa a Delegacia da Polícia Federal na companhia de advogado, no início da tarde desta quarta-feira. (Foto: Silvana Rust)
Agentes da Polícia Federal (PF) cumpriram, na manhã desta quarta-feira (17), mandado de busca e apreensão na residência da ex-subsecretária de Governo de Campos, Joyce Lessa Castro. Ela não foi encontrada, mas, como havia, também, um mandado de condução coercitiva em aberto, ela se apresentou voluntariamente na Delegacia da PF por volta das 12h.
Principal testemunha da Operação Chequinho, a radialista Beth Megafone relatou à PF ter sido ameaçada a não detalhar a troca de inscrições irregulares no programa social Cheque Cidadão, da Prefeitura de Campos, por votos nas eleições municipais de outubro passado. No depoimento, prestado no último dia 8, ela afirmou que Joyce a estaria vigiando na saída de um culto evangélico no dia anterior.
sem-titulo
Beth disse, ainda, que Joyce “é muito próxima de Anthony Garotinho e ocupou vários cargos em comissão durante o governo Rosinha”, entre eles a subsecretaria de Governo, para a qual foi nomeada em 19 de outubro de 2016.

GAROTINHO VAI FALAR SOBRE O PROCESSO CONTRA SEU GRUPO POLÍTICO

Blog do Garotinho


O Tribunal Superior Eleitoral revogou, em sessão que terminou agora há pouco, a absurda censura que havia sido imposta a mim pelo juiz Ralph Manhães. Na mesma sessão o TSE cassou outra decisão do juiz, a que impedia a diplomação e a posse de seis vereadores eleitos com votações expressivas para a Câmara de Campos dos Goytacazes. 

Tanto o fim da censura quanto a decisão favorável aos vereadores foram tomadas por unanimidade dos ministros que compõem a maior corte eleitoral do país. 

Aliás, até ao momento, praticamente todas as decisões tomadas pelo juízo de primeira instância e ratificadas pelo TRE-RJ foram modificadas pelo TSE. 

Hoje ainda não falarei sobre o caso, mas nos próximos dias, com o meu direito constitucional da liberdade de imprensa e expressão restabelecido, estarei me pronunciando sobre os fatos que vêm ocorrendo nos julgamentos em Campos. 

Operação chequinho: polícia federal cumpre mandados de busca e apreensão e condução coercitiva

JORNAL TERCEIRA VIA


PF cumpre mandado em casa de ex-subsecretária de Governo de Campos

Joyce Lessa é citada em depoimento de Beth Megafone, principal testemunha da Operação Chequinho

CAMPOS 
POR MARCOS CURVELLO
 
17 DE MAIO DE 2017 - 8h42
(Foto: Reprodução Facebook)
(Foto: Reprodução Facebook)
Agentes da Polícia Federal (PF) cumprem, na manhã desta quarta-feira, mandado de busca e apreensão na residência da ex-subsecretária de Governo de Campos, Joyce Lessa Castro. Há, também, um mandado de condução coercitiva em aberto. A expectativa é de que ela se apresente na Delegacia da PF.
Principal testemunha da Operação Chequinho, a radialista Beth Megafone relatou à PF ter sido ameaçada a não detalhar a troca de inscrições irregulares no programa social Cheque Cidadão, da Prefeitura de Campos, por votos nas eleições municipais de outubro passado. No depoimento, prestado no último dia 8, ela afirmou que Joyce a estaria vigiando na saída de um culto evangélico no dia anterior.
sem-titulo
Beth disse, ainda, que Joyce “é muito próxima de Anthony Garotinho e ocupou vários cargos em comissão durante o governo Rosinha”, entre eles a subsecretaria de Governo, para a qual foi nomeada em 19 de outubro de 2016.
lessa
Segundo a testemunha, Joyce teria, inclusive, viajado “ao Rio de Janeiro para participar de comemoração pelo aniversário” do ex-secretário de Governo de Campos, e seria administradora de grupos em aplicativo de mensagens instantâneas ligados ao grupo político liderado por Garotinho.
joyce-garotinho-facebook
(Foto: Reprodução Facebook)
Na noite desta terça-feira, após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em favor de Garotinho e seu grupo, Joyce compartilhou em seu perfil em uma rede social uma matéria a respeito da sentença e afirmou: “acabou a ditadura”.
whatsapp-image-2017-05-17-at-09-13-07
Mais informações em instantes.