terça-feira, maio 31, 2016

ARTIGO DE ARNALDO JABOR

(Arnaldo Jabor)



Ai de ti, Brasil, eu te mandei o sinal, e não recebeste. Eu te avisei e me ignoraste, displicente e conivente com teus malfeitos e erros. Ai de ti, eu te analisei com fervor romântico durante os últimos 20 anos, e riste de mim. Ai de ti, Brasil! Eu já vejo os sinais de tua perdição nos albores de uma tragédia anunciada para o presente do século XXI, que não terá mais futuro. Ai de ti, Brasil – já vejo também as sarças de fogo onde queimarás para sempre! Ai de ti, Brasil, que não fizeste reforma alguma e que deixaste os corruptos usarem a democracia para destruí-la. Malditos os laranjas e as firmas sem porta.

Ai de ti, Miami, para onde fogem os ladrões que nadam em vossas piscinas em forma de vagina e corcoveiam em “jet skis”, gargalhando de impunidade. Malditas as bermudas cor-de-rosa, barrigas arrogantes e carrões que valem o preço de uma escola. Maldita a cabeleira do Renan, os olhos cobiçosos de Cunha, malditos vós que ostentais cabelos acaju, gravatas de bolinhas e jaquetões cobertos de teflon, onde nada cola. Por que rezais em vossos templos, fariseus de Brasília? Acaso eu não conheço a multidão de vossos pecados???

Ai de vós, celebridades cafajestes, que viveis como se estivésseis na Corte de Luís XIV, entre bolsas Chanel, gargantilhas de pérola, tapetes de zebra e elefantes de prata. Portais em vosso peito diamantes em que se coagularam as lágrimas de mil meninas miseráveis. Ai de vós, pois os miseráveis se desentocarão, e seus trapos vão brilhar mais que vossos Rolex de ouro. Ai de ti, cascata de camarões!

Tu não viste o sinal, Brasil. Estás perdido e cego no meio da iniquidade dos partidos que te assolam e que contemplas com medo e tolerância? Cingiram tua fronte com uma coroa de mentiras, e deste risadas ébrias e vãs no seio do Planalto. Ai de vós, intelectuais, porque tudo sabeis e nada denunciais, por medo ou vaidade. Ai de vós, acadêmicos que quereis manter a miséria “in vitro” para legitimar vossas teorias. Ai de vós, “bolivarianos” de galinheiro, que financiais países escrotos com juros baixos, mesmo sem grana para financiar reformas estruturais aqui dentro. Ai de ti, Brasil, porque os que se diziam a favor da moralidade desmancham hoje as tuas instituições, diante de nossos olhos impotentes. Ai de ti, que toleraste uma velha esquerda travestida de moderna. Malditos sejais, radicais de cervejaria, de enfermaria e de estrebaria – os bêbados, os loucos e os burros –, que vos queixais do país e tomais vossos chopinhos com “boa consciência”. Ai de vós, “amantes do povo” – malditos os que usam esse falso “amor” para justificar suas apropriações indébitas e seus desfalques “revolucionários”.

Ai de vós, que dizeis que nada vistes e nada sabeis, com os crimes explodindo em vossas caras.

Ai de ti, que ignoraste meus sinais de perigo e só agora descobriste que há cartéis de empresas que predam o dinheiro público, com a conivência do próprio poder. Malditas sejam as empresas-fantasma em terrenos baldios, que fazem viadutos no ar, pontes para o nada, esgotos a céu aberto e rapinam os mínimos picuás dos miseráveis.

Malditos os fundos de pensão intocáveis e intocados, com bilhões perdidos na Bolsa, de propósito, para ocultar seus esbulhos e defraudações. Malditos também empresários das sombras. Malditos também os que acham que, quanto pior, melhor.

A grande punição está a caminho. Ai de ti, Brasil, pois acreditaste no narcisismo deslumbrado de um demagogo que renegou tudo que falava antes, que destruiu a herança bendita que recebeu e que se esconde nas crises, para voltar um dia como “pai da pátria”. Maldito esse homem nefasto, que te fez andar de marcha à ré.

Ai de ti Brasil, porque sempre te achaste à beira do abismo ou que tua vaca fora para o brejo. Esse pessimismo endêmico é uma armadilha em que caíste e que te paralisa, como disse alguém: és um país “com anestesia, mas sem cirurgia”.

Ai de vós, advogados do diabo que conseguis liminares em chicanas que liberam criminosos ricos e apodrecem pobres pretos na boca do boi de nossas prisões. Maldita seja a crapulosa legislação que vos protege há quatro séculos. Malditos os compradiços juízes, repulsivos desembargadores, vendilhões de sentenças para proteger sórdidos interesses políticos. Malditos sejam os que levam dólares nas meias e nas cuecas e mais ainda aqueles que levam os dólares para as Bahamas.
Ai de vós! A ira de Deus não vai tardar...

Sei que não adianta vos amaldiçoar, pois nunca mudareis a não ser pela morte, guerra ou catástrofe social que pode estar mais perto do que pensais. Mas, mesmo assim, vos amaldiçoo.

Ai de ti, Brasil!

Já vejo as torres brancas de Brasília apontando sobre o mar de lama que inundará o Cerrado. Já vejo São Paulo invadida pelas periferias, que cobrarão pedágio sobre vossas Mercedes. Escondidos atrás de cercas elétricas ou fugindo para Paris, vereis então o que fizestes com o país, com vossa persistente falta de vergonha. Malditos sejais, ó mentirosos, vigaristas, intrujões, tartufos e embusteiros! Que a peste negra vos cubra de feridas, que vossas línguas mentirosas sequem e que água alguma vos dessedente. Ai de ti, Brasil, o dia final se aproxima.

Se vossos canalhas prevalecerem, virá a hidra de sete cabeças e dez chifres em cada cabeça e voltará o dragão da Inflação. E a prostituta do Atraso virá montada nele, segurando uma taça cheia de abominações. E ela estará bêbada com o sangue dos pobres, e em sua testa estará escrito: “Mãe de todas as meretrizes e mãe de todos os ladrões que paralisam nosso país”. Ai de ti, Brasil! Canta tua última canção na boquinha da garrafa.

(*) Homenagem a Rubem Braga

CÂMARA QUER CANCELAMENTO DA CONCESSÃO A PÁTIO NORTE

Jornal Terceira Via:



Câmara elabora projeto que suspende atuação da Pátio Norte em Campos

Comissão de Transporte debateu os serviços da empresa no município


Alvo de reclamações de muitos motoristas em Campos, os serviços da concessionária Pátio Norte foram tema da audiência pública na Câmara dos Vereadores, na manhã desta terça-feira (31). O líder da oposição, Nildo Cardoso (DEM), presidiu a audiência, que contou a presença do presidente da IMTT e representantes da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal. Representantes da Pátio Norte não compareceram.

A Comissão de Transporte está elaborando um projeto de lei, que deverá ser votado na Câmara e posteriormente será enviado ao Poder Executivo. Entre as medidas estão: o cancelamento da concessão com a Pátio Norte no prazo de seis meses, reduzir em 50% os custos do reboque e da diária cobrados atualmente, a administração do serviço passaria para o poder público com auxílio da IMTT, a fiscalização ficaria a cargo da Guarda Municipal, a criação de um depósito público na localidade de Travessão (local que pertence à prefeitura) e que os veículos sucateados saiam prensados do depósito.

Presidente da Comissão de Transporte, o vereador José Carlos (PSDC)  contou que ficou perplexo com a ausência de representantes da Pátio Norte e citou que os serviços da concessionária não estão atendendo à necessidade dos motoristas. “Hoje, o problema está muito pior do que há dez anos quando a empresa ainda não existia. Eu tenho vergonha de estar à frente da Comissão de Transporte porque não consigo ter nenhum diálogo com a prefeitura. A empresa dificulta alguns serviços para os motoristas. Por exemplo, um pai com a documentação do filho não consegue retirar o veículo na empresa, porque precisa de uma procuração”, afirmou.

Integrante da Comissão, o vereador Genásio (PSC) disse que não quer “desconstruir” a Pátio Norte, e sim gerar uma melhor qualidade de vida para os campistas. “Quando um veículo é autuado, está em cima do caminhão de reboque e, logo em seguida, o motorista chega ao local, a multa pode ser aplicada. No entanto, o veículo poderia ser liberado mediante a apresentação de documentos. Outro caso diz respeito ao pagamento do reboque de um veículo apreendido até o depósito. Se no reboque tem dez motos, esse valor poderia ser dividido por dez. Já que foi apenas uma viagem do reboque e não dez”, frisou.

“Enviamos para a prefeita Rosinha o pedido da cópia de contrato da prefeitura com a Pátio Norte. Mas, para minha surpresa quem respondeu foi a Pátio Norte. O contrato fala dos benefícios para a população, porém não observo isso. O tempo para conseguir retirar um veículo apreendido do depósito da empresa é muito grande e desta forma o valor da diária fica muito alto. Um depósito público seria muito importante porque a população não teria tantos gastos. Espero também que essa empresa não receba mais da prefeitura do que os 5% do ISS”, ressaltou Nildo Cardoso.

O representante do 8º Batalhão da Polícia Militar, sargento Sá, disse que as blitzen não têm a função de prender o trabalhador e sim buscar armas e drogas. “Os condutores que estão com veículos irregulares acabam sendo presos, mas é uma consequência. A fiscalização do trânsito é necessária no serviço da Polícia Militar. Um dos problemas diz respeito aos veículos leiloados. Eles têm que sair do depósito legalizados e em nome de quem está comprando. Não sendo assim, ele volta a ser preso. Dessa forma ficamos enxugando gelo. Outro ponto que pode ser analisado é que a Pátio Norte poderia criar uma central de contato com o motorista. No caso de um veículo ser apreendido, o motorista seria comunicado. A construção de um depósito público iria facilitar muito esse trâmite”, afirmou.

O representante da Guarda Municipal afirmou que os agentes são fiscalizadores e ao mesmo tempo pune infratores que não respeitam as leis de trânsito. “A Guarda tem que cumprir seu papel de fiscalizar e punir que estiver errado. A partir do momento que a Pátio Norte chega ao local, até o momento que o carro é içado, a responsabilidade é da empresa”, contou.

O presidente interino do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte, Matheus da Silva José, frisou que o serviço é novo na cidade e precisa ser mais bem entendido. “Quem arremata um veículo no leilão passa a ter responsabilidade pela documentação. O veículo pode ser liberado, mas o novo proprietário só poderá usar depois da quitação dos débitos existentes. Eu me comprometo a editar uma portaria conjunta com a Guarda Municipal e a Procuradoria exigindo da concessionária uma melhor prestação dos serviços. Uma delas diz respeito ao plantão nos finais de semana. Será disponibilizado também um site para informar se o carro foi rebocado, entre outros serviços. Mas, para exigir um bom serviço temos que cumprir as leis. Eu pesquisei também sobre as taxas praticadas no município e elas estão sem reajuste desde 2014, mas podem ser reequilibradas caso estejam elevadas. A Pátio Norte recolhe ISS do município como prestadora de serviço e uma outorga de 5% mensal no faturamento brutal”, contou.

vem aí a avalanche de lama da odebrecht

"Prepare o seu coração para as coisas que eu vou contar..."
O verso da música de Vandré bem se aplica ao que virá com a delação premiada do capo da empreiteira, Marcelo Odebrecht, preso na carceragem da Policia Federal, em Curitiba.
Aliás, Marcelo já começou a falar.
Como disse o ex-presidente Sarney, a delação da Odebrecht"é uma metralhadora ponto 100"
A previsão é que a avalanche de lama corra do Planalto a planície.

Leia matéria de A Tarde:

VIVA O POETA!


EMPRÉSTIMO PAGA FESTA TAMBÉM

O tempo é duro.

Não há motivos para festas, muito ao contráriro, há dores crudelíssimas ainda não carpidas, nesse Município.

Contudo, o governo está animado em promover o ultimo baile da Ilha Fiscal.

O dinheiro do temerário empréstimo feito à Caixa Econômica Federal, que deveria ser guardado para a travessia do deserto, está sendo usado para pagar festas.

Leia o Blog do Bastos.

GAROTINHO DA ULTIMATUM ÀS EMPRESAS DE ÔNIBUS

Em Campos, a politica pública de transporte coletivo é singularíssima. Aqui, o governo concede a linha, financia a compra de ônibus e subsidia a passagem. E com tudo isso,  o sistema não funciona.

Agora, o governo, ao que  parece, resolveu recrudescer. Leia em O Diario:


Empresa de ônibus que não atender bem perderá linha”

Secretário admite promover substituição nas linhas urbanas

“Quem não se enquadrar, vamos colocar outra empresa de ônibus no lugar”. A afirmação foi dita pelo o secretário de Governo da Prefeitura de Campos, Anthony Garotinho, durante sua participação no Programa Entrevista Coletiva da Rádio Diário FM – 100,7 MHZ – e confirmou ontem para o Jornal O Diário que as empresas que não tiverem servindo bem à população perderão a concessão dada pelo governo municipal. “De nada adianta a passagem social a R$ 1 se as empresas não colocam ônibus em circulação em algumas linhas, como tem ocorrido. Tenho recebido reclamações de passageiros de alguns bairros a respeito da falta de coletivos. Todas as empresas estão advertidas”, disse Garotinho, informando que na semana passada se reuniu com os empresários de ônibus para relatar as reclamações que têm chegado ao governo.

O secretário considerou um absurdo que em Goitacazes, onde a prefeita, Rosinha Garotinho, está realizando obras de revitalização, pessoas reclamando da falta de ônibus. “E por onde tenho andado ouço muitas reclamações. As pessoas falam ‘Poxa, Garotinho, a Rogil não atende como deveria atender’. Já orientei ao novo presidente do IMTT (Instituto Municipal de Trânsito e Transporte) para que seja duro e firme para que as pessoas paguem R$ 1 a um transporte coletivo de qualidade”, ressaltou.

Garotinho informou que Rosinha, ao criar o Programa Campos Cidadão, teve a finalidade de unir a cidade. “Lembro que, antes da implantação a passagem social, muitas pessoas que moram no interior da cidade não tinham condições de conseguir emprego. Pessoas eu moravam em Dores de Macabu, em Serrinha, Santo Eduardo não tinham como arcar, por dia, de R$ 12  a R$ 14 com passagem de ônibus”, lembrou.

SOLIDARIEDADE


É HOJE!


GOVERNO FEDERAL DARÁ 6 MESES DE MORATÓRIA AOS ESTADOS

Extra:


tas
Martha Beck,Lucianne Carneiro,Priscilla Aguiar Litwak,Luiz Gustavo Schmitt,Ana Paula Ribeiro - O Globo
Tamanho do textoA A A
BRASÍLIA, RIO e SÃO PAULO - A equipe econômica está disposta a conceder uma moratória de seis meses aos estados. Segundo integrantes do governo, esse prazo seria usado para dar um alívio temporário aos governadores, enquanto se faz um redesenho da proposta de alongamento das dívidas estaduais com a União. Os técnicos afirmam que a ideia é fazer alterações no projeto que foi encaminhado pelo ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa ao Congresso, que previa o alongamento dos débitos dos estados com a União por 20 anos em troca de contrapartidas fiscais.
— Um prazo de seis meses dá tempo para se chegar a uma nova proposta. O que deixar de ser pago nos seis meses será jogado para a frente, e haverá um aperto no fiscal, especialmente no tratamento que os estados dão a despesas com pessoal e Previdência — afirmou o técnico.
Os integrantes da equipe econômica reconhecem, no entanto, que a carência de seis meses não vai resolver os problemas de todos os estados, pois alguns têm finanças completamente desestruturadas, e será preciso encontrar soluções diferenciadas. Eles afirmam que, no caso do Estado do Rio, nem uma moratória de 12 meses, como propõe o governador em exercício, Francisco Dornelles, será suficiente.
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse ontem, ao participar de um evento na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que a situação dos estados está hoje entre as prioridades da equipe econômica, mas defendeu que a solução a ser negociada não seja apenas de curto prazo:
— Vamos lidar com prioridade esse assunto nos próximos dias, de maneira que tudo isso seja endereçado de forma que não seja só um alívio temporário, mas que possa de fato dar um horizonte para os próximos anos. Que isso seja através desse processo ou também de criação de leis que deem proteção ao próprio Executivo estadual.
O ministro ressaltou o desejo de trabalhar em parceria com os estados:
— Estamos aqui para resolver o problema. Não estamos aqui para prometer.
ECONOMIA SEM ‘LEVAR GOLS’
Secretários de Fazenda ouvidos pelo GLOBO afirmam que o desafio da União é atender a três grupos de estados. Os superendividados, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, precisam de mais ajuda. Os subendividados, basicamente os estados do Nordeste, não têm dívidas elevadas: eles querem autorização para tomar novos empréstimos e alongamento das dívidas com bancos como o BNDES. O terceiro grupo é formado por estados em situação intermediária.
— Vai ser uma costura difícil. Cada estado vai querer algo diferente — disse um secretário de Fazenda.
Amanhã, os secretários estaduais de Fazenda vão conversar com o secretário-executivo da Fazenda, Tarcísio Godoy. No dia seguinte ou na sexta-feira, será a vez de Meirelles tratar com os governadores. O governo já inclui na nova meta fiscal de 2016, fixada num déficit de R$ 170,5 bilhões, uma previsão de rombo decorrente da renegociação das dívidas dos estados. O montante chega a quase R$ 27 bilhões.
Dornelles disse ter recebido com satisfação a notícia sobre a renegociação:
— Os problemas são graves. Contamos com o governo federal. A demanda verdadeira era o perdão para sempre. Mas, com qualquer carência na dívida, nós ficaremos satisfeitos.
Em São Paulo, Meirelles não descartou aumento de impostos, mas disse que o importante é resolver o problema da sustentabilidade da dívida:
— Vamos ver medidas que afetem a arrecadação, como a venda de ativos e o aumento da arrecadação de impostos devido à recuperação econômica. Mas é evidente que não se pode descartar o aumento de impostos que sejam transitórios.
O ministro ressaltou que a prioridade do governo agora é fazer com que a economia brasileira pare de “levar gols”, retomando a confiança

segunda-feira, maio 30, 2016

CASTRAÇÃO QUÍMICA JÁ!

Penso que o estuprador não se regenera om penas socializantes.

Depois de cumprir os 3 quintos de sua pena maxima de 15 anos, ele passa a ter direito a progressão de pena e, não demora, está de volta nas ruas.

Vai voltar a atacar.

Para esse tipo, a solução é castração química.

(Definição de castração química: "A castração química é uma forma temporária de castração ocasionada por medicamentos hormonais para reduzir a libido. Diferente da castração cirúrgica, quando os testículos e ovários são removidos através de incisão no corpo,castração química não castra a pessoa praticamente, e também não é uma forma de esterilização".

Fonte: Google

BELTRAME VEM A CAMPOS ANUNCIAR COMPANHIA DESTACADA DE PM EM GUARUS

(ascom)


Beltrame estará em Campos para anunciar Companhia Destacada da PM para Guarus e reforma de delegacias.
A convite do Primeiro-Secretário da Alerj, deputado Geraldo Pudim, o secretário estadual de Segurança Pública José Mariano Beltrame, estará na 6ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP), em Campos, na quarta-feira (01) para anunciar a Companhia Destacada da Polícia Militar para Guarus, além da reforma da 146ª e a 134ª Delegacia Legal.
Também estarão presentes o Comandante-Geral da PMERJ, Cel. Edison Duarte dos Santos e do Titular da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, Dr. Rivaldo Barbosa. "Serão grandes anúncios para sociedade. Estou bastante feliz, pois em menos de 15 dias após fazermos essas solicitações ao secretário Beltrame, ele vem a Campos ratificar estas demandas de urgência para nossa cidade e região.", destacou Pudim.
Endereço: Rua Gumercindo de Freitas, 135
Horário: 10h

GOVERNO ROSINHA PRETENDE PROPOR AÇÕES CONTRA O PROMOTOR LEANDRO MANHÃES, DO MPE

O promotor Leandro Manhães, do Ministério Público Estadual de Campos, virou alvo da administração municipal. O Diario desta segunda feira, 30, informa que ele deverá enfrentar 3 representações junto à Procuradoria Geral do Estado, uma patrocinada pelo procurador geral do Municipio e duas outras, pelo secretario de governo, Anthony Garotinho.

O promotor Leandro Manhães foi quem ouviu Marcelo Odebrecht sobre os contratos firmados pela empreiteira com o governo de Campos.

Leia a matéria:


Promotor Leandro Manhães pode responder a três representações

Abuso de competência e outras irregularidades podem ter sido praticadas

Da Redação

Promotor de Justiça de Campos, Leandro Manhães, que já foi punido pela Corregedoria do Ministério Público Estadual no início deste ano, deverá responder a pelo menos mais três representações. Segundo O Diário foi informado, no início da tarde de ontem, a primeira ação será civil pública de autoria do procurador geral do município, Matheus José. Ele adiantou que demonstrará uma série de desvios de finalidades que caracterizam abuso de competência, além de outras irregularidades que teriam sido praticadas pelo promotor.

A ação civil pública será encaminhada ao chefe do Ministério Público Estadual, Marfan Vieira. De acordo com as informações, constarão diversos documentos anexados “que podem demonstrar de forma incontestável a parcialidade, a defesa de interesses privados em detrimento dos públicos e outras questões no mesmo nível”.

As outras duas representações serão feitas pelos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, respectivamente secretário de Governo e Prefeita de Campos. Eles não adiantaram os teores das representações e nem quiseram dar entrevista ao jornal O Diário. Porém, fontes próximas aos dois afirmaram que “os argumentos são fortíssimos e trazem denúncias que podem comprometer o promotor de forma contundente”.
A reportagem tentou ouvir o promotor, mas ele não atendeu as ligações.

Punição por "usurpação de poder exclusivo"

No Diário Oficial do Rio de Janeiro, do dia 22 de março, foi publicado pela Corregedoria Geral do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), punição aplicada ao Promotor de Justiça Leandro Manhães “por usurpação de poder exclusivo do Procurador-Geral de representar junto ao órgão especial do Tribunal de Justiça do Estado”.
Leandro teria tomado  atitude contra a Prefeitura de Campos que só caberia ao Procurador-Geral do Ministério Público Estadual, Marfan Vieira. 

Segundo O Diário foi informado, o processo – que tem o nº MP-2015.00953986 – aplica uma “penalidade de censura” ao promotor, “convertida em advertência na forma do previsto nos artigos 127, inciso 4º c/c 130, inciso 1º e 135, parágrafo único”, todos da Lei Complementar nº 106/03.

De acordo ainda com a informação, o promotor foi penalizado, “ao recorrer de forma ilegítima no episódio da Santa Casa de Misericórdia de Campos em que a prefeitura do município requisitou bens e serviços daquela unidade hospitalar para garantir o atendimento à população”, no final do ano passado.

Na ocasião, a junta interventora que administra a Santa Casa de Misericórdia desde o afastamento do provedor Benedito Marques, anunciou a suspensão de atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), o que levou a prefeita Rosinha  publicar o decreto requisitando bens e móveis da unidade de saúde. 

O ato da prefeita, que chegou a ser suspenso por uma decisão do juizado de primeira instância, posteriormente foi mantido por decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

POLICIA CIVIL NAS RUAS PARA CAÇAR OS ESTUPRADORES

A barbárie, o inominável, o fato do estupro no morro São José Operario, em Jacarepaguá, de uma jovem de 16 anos, mobiliza várias equipes da Policia Civil, que nesta manhã, cumprem mandados de busca, prisão e apreensãao.

Veja o G1:


Polícia Civil faz operação para prender suspeitos de estupro no Rio

Ação é para cumprir seis mandados de prisão e busca e apreensão.
Policiais de várias delegacias estavam no Morro São José Operário.

Henrique CoelhoDo G1 Rio
Polícia divulga imagem de suspeitos de estupro coletivo no Rio. Da esquerda para a direita, Raí de Souza, Lucas Santos, Michel Brasil da Silva. (Foto: Divulgação/Polícia Civil do RJ)Polícia divulga imagem de suspeitos de estupro coletivo no Rio. Da esquerda para a direita, Raí de Souza, Lucas Santos e Michel Brasil da Silva (Foto: Divulgação/Polícia Civil do RJ)
A Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav) deflagra nesta segunda-feira (30) uma operação policial para cumprir seis mandados de prisão e de busca e apreensão na investigação do estupro sofrido por uma adolescente de 16 anos, no Morro São José Operário, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.
Entre os procurados pela polícia estão Lucas Perdomo Duarte Santos, de 20 anos, jogador do time de futebol Boa Vista, apontado como namorado da vítima, Raí de Souza, que admitiu ser o autor do vídeo onde a jovem aparece desacordada e que aparece acenando para as câmeras de TV na entrada da delegacia.
Também são buscados Marcelo Miranda Correa, suspeito de divulgar as imagens, Raphael Assis Duarte Belo, que aparece em uma foto fazendo selfie com a jovem desacordada na cama, Sérgio Luiz da Silva Júnior, o "Da Rússia", apontado como chefe do tráfico no Morro do Barão, e Michel Brasil da Silva, também suspeito de divulgar o vídeo.
Polícia divulga imagem de suspeitos de estupro coletivo no Rio. Da esquerda para a direita, Raphael Belo, Marcelo Correa, Sergio Luiz da Silva Junior.  (Foto: Divulgação/Polícia Civil do RJ)Polícia divulga imagem de suspeitos de estupro coletivo no Rio. Da esquerda para a direita, Raphael Belo, Marcelo Correa e Sergio Luiz da Silva Junior (Foto: Divulgação/Polícia Civil do RJ)

Além de mandados de prisão, a polícia também busca computadores e celulares na casa dos suspeitos. As buscas são realizadas na Cidade de Deus, Taquara, Recreio, Favela do Rola e Praça Seca.
Segundo os agentes que participam da ação, Lucas não foi encontrado no endereço que ele informou durante depoimento na Delegacia de Combate aos Crimes de Informática (DRCI). Diversas delegacias dão apoio. A operação é coordenada pelos delegados Cristiana Bento, da Dcav, que assumiu as investigações neste domingo, e Ronaldo Oliveira, diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada.
O advogado do suspeito Marcelo Miranda informou que os policiais estavam na Cidade de Deus e já tinham ido até a casa de seu cliente, que ainda não havia sido localizado às 7h45 desta segunda.
Depoimento da vítima
Em entrevista para o Fantástico, a adolescente contou que sofre ameaças e disse que se sentiu desrespeitada na delegacia onde prestou depoimento. "O próprio delegado me culpou", afirmou, ressaltando que pediu para que o depoimento ao delegado-titular da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), Alessandro Thiers, fosse interrompido.
“O próprio delegado me culpou. Quando eu fui à delegacia eu não me senti à vontade em nenhum momento. Eu acho que é por isso que muitas mulheres não fazem denúncias. Tentaram me incriminar, como se eu tivesse culpa por ser estuprada”, relatou a jovem.

Laudo não aponta indícios de violência
O laudo da perícia do caso do estupro diz que a demora da jovem em acionar a polícia e em fazer o exame foi determinante para que não fossem encontrados indícios de violência, como mostrou o Bom Dia Rio nesta segunda-feira (30).
Além do resultado do exame de corpo de delito, a polícia também fez uma perícia no vídeo que foi divulgado nas redes sociais. O Chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, disse que a perícia feita no vídeo traz respostas que podem contrariar o senso comum que vem sendo formado pelas pessoas sobre esse caso.
Neste domingo (29), o Fantástico adiantou algumas informações que estarão no laudo realizado sobre o vídeo divulgado nas redes sociais do caso de um estupro coletivo que teria ocorrido em uma comunidade na Zona Oeste do Rio. O chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, informou que o laudo pode trazer novas informações sobre o caso.
“Não há vestígios de sangue nenhum que se possa perceber pelas imagens que foram registradas. Eles [os peritos] já estão antecipando, alinhando algumas conclusões quanto ao emprego de violência, quanto à coleta de espermatozoides, quanto às práticas sexuais que possam ter sido praticadas com ela ou não. Então, o laudo vai trazer algumas respostas que, de certa  forma, vão contrariar o senso comum que vem sendo formado por pessoas que sequer assistiram ao vídeo”, concluiu Veloso.
A menor de 16 anos de idade que teria sido vítima de um estupro coletivo em uma comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro entrou no Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes ameaçados de Morte (PPCAM), executado pela Secretaria de Direitos Humanos do Estado do RJ. A adolescente já saiu de casa e está em um local que não foi divulgado, como informou a Globo News.
O programa de proteção foi criado em 2003 como uma das estratégias do governo federal para o enfrentamento dos casos de assassinato de crianças e adolescentes.
A delegada que assumiu a coordenação do caso a partir deste domingo (29), Cristina Bento, titular da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente Vítima (DCAV) afirmou que está estudando o inquérito e que a medida foi necessária para garantir a segurança da jovem.
“É muito importante, para garantir a integridade física da vítima. Se houver alguma dúvida, vamos ter que requisitar a oitiva dela e ver uma forma de novamente ouví-la. Mas eu acredito que não será necessário. Mas eu preciso analisar cada termo de declaração tomado. Estou vendo parágrafo por parágrafo e vou dar uma resposta. Vocês podem confiar”, afirmou a delegada.

O DIARIO DESTA SEGUNDA, 30


CAPA DA FOLHA DA MANHÃ NESTA SEGUNDA, 30


domingo, maio 29, 2016

MP VAI DEVASSAR DISNEY GOITACÁ

É claro que isso ia dar merda! (desculpe o termo chulo)

Um parque temático de gosto duvidoso, onde foram enterrados quase 25 milhões de reais dos cofres combalidos da Viuva, que depois de pronto, cobra ingresso e firma parceria com a iniciativa privada,

É aquela história: tem focinho,rabo e dente de rato. Não pode ser um cagado.

Nem vai ser preciso investigar muito a fundo.

A improbidade bóia.

Agora dá vergonha na gente, ver o Município com graves problemas na Saúde Pública, antepenúltimo na escala de aferição do IDEB, gastar o dinheiro público com essa bobagem.

Vamos ver aonde o Ministério Público vai chegar.

(Jornal Extra, replicado pelo Blog do Bastos)


DELEGACIA PARA INVESTIGAR CRIMES CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

(ascom)

Bruno quer delegacia em Campos para crianças e adolescentes vítimas
O deputado estadual Bruno Dauaire (PR), apresentou na Alerj indicação à secretaria estadual de Segurança Pública para a instalação em Campos de uma Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Decav).
Atualmente, no município, menores vítimas de violência física, psíquica e/ou social são atendidos em delegacias comuns, sem o necessário suporte especializado e atendimento multidisciplinar.
- A legislação federal garante isso, que o tema violência contra crianças e adolescentes deve ser tratado de forma específica – explica Bruno.
Policial militar – Bruno Dauaire também apresentou projeto de lei sugerindo alteração no calendário oficial do Estado do Rio a fim de instituir o dia 19 de abril como o Dia da Policial Militar Feminina. Ele explica que a homenagem é uma forma de reconhecer o espaço cada vez maior ocupado pelas mulheres em funções antes ocupadas exclusivamente por homens, na política, em diversas áreas profissionais e também no ofício de proteger a sociedade como policiais militares.