segunda-feira, outubro 05, 2015

A VERDADEIRA CIDADE DAS CRIANÇAS

URURAU:


Praça da Amizade: quando o cuidado com o outro fala mais forte

  Daniela Abreu/Vagner Basilio
Caminhoneiro e crianças construíram uma praça com material sustentável para ter uma área de lazer
A falta de iniciativa do poder público municipal levou um homem a idealizar e construir um espaço que servisse como área de lazer para as inúmeras crianças do bairro Terra Prometida, em Guarus, Campos. Durante dois anos Edmilson Batista Campos, de 51 anos, e mais de 20 crianças, com idades entre sete e 10 anos, capinaram, limparam, pintaram, plantaram e construíram o que eles chamam de “Pracinha da Amizade”.
O espaço é inovador e conta com materiais recicláveis, jardim, rampa para bike, banquinhos, iluminação e placa de sinalização, além de um brinquedo que já havia no local, entretanto, estava quebrado e sem serventia.
A equipe do Site Ururau esteve no Terra Prometida e conversou com Edmilson e alguns desses pequenos que ajudaram na construção da área. “Moro aqui há 12 anos e sempre vi a necessidade de um espaço para as crianças. Elas brincavam na rua e nesse terreno, antes tomado pelo mato, mas acabavam se machucando, aí me veio a ideia de limpar e usar como área para que eles brinquem mais a vontade”, disse o idealizador da Praça da amizade.
Edmilson, que trabalha como caminhoneiro, explica ainda que o fato de o bairro está em uma área estigmatizada pela violência, Terra Prometida ficou esquecido pelo poder público. “Meu desejo é poder ampliar esse espaço, colocar brinquedos e fazer uma quadra de areia para eles. Isso aqui não é só uma área de lazer, mas também de cidadania, pois eles aprendem a conviver com os coleguinhas se respeitando, que tem que manter limpo e preservado para ter sempre”, disse o caminhoneiro que também é motociclista há 20 anos por hobby.
Jórley Moura Trindade, de 10 anos, que é um dos três chefes responsáveis por mostrar aos outros as tarefas que devem realizar e verificar se os serviços estão tudo dentro dos conformes quando Edilson estiver trabalhando, disse que antes, o local era cheio de mato e lixo, pondo risco, até mesmo, para os moradores.
Ele também contou que o espaço era um sonho antigo das crianças do bairro, que por não ter opção de lazer, brincavam na rua, o que não era seguro. “O trabalho é isso ai, um sucesso! Agora, a gente vai trabalhar para manter tudo direito e não deixar que destruam o que lutamos tanto tempo pra conseguir”, comemorou Jórley.
Para o pai dele, o segurança Benedito Trindade, 48 anos, o espaço foi ‘uma brincadeira de criança que deu certo’, além de trazer tranquilidade para os familiares. “Todos os pais concordaram com a iniciativa, porque uma ideia que tinha que partir do governo, saiu justamente de um morador que viu a necessidade de tirar as crianças da rua e montar um lugar onde elas pudessem brincar sem perigo”, comentou.
E A CIDADE DA CRIANÇA?
Lançada em junho de 2012 as vésperas do período eleitoral e, com um orçamento inicial de R$ 10,5 milhões, a Cidade da Criança prevista para ser o primeiro parque temático de toda a Região Norte Fluminense cujo prazo de conclusão era de 180 dias, ainda só pode ser vista de longe.
As intervenções começaram efetivamente em setembro de 2012 pelas empresas Projecons, Projetos e Construções Ltda, além da Maguima. No dia 20 de maio foi publicada no Diário Oficial (DO) do Município a complementação da obra no valor de R$6.205.953,20.
De acordo com o Portal da Transparência a Prefeitura gastou, somente no último dia 23 de setembro, mais R$ 91 mil com a obra da Cidade da Criança. Quem recebeu foi à empresa Projecons, Projetos e Construções Ltda.
Seis dias antes, a Maguima Construções recebeu a quantia de R$ 67 mil, ou seja, a obra está 60% mais cara do que a previsão inicial.
VISITAÇÃO
Enquanto não é inaugurada oficialmente, o espaço da Cidade da Criança será aberto ao público infantil no próximo dia 12, Dia das Crianças, com uma visitação programada. A previsão é de cerca de mil alunos da rede municipal de ensino e integrantes das casas de acolhimento de Campos passem pelo local.

 Fonte Ururau

Um comentário:

  1. Esse cancer denominado garotinho tem que sumir de Campos!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião