segunda-feira, julho 20, 2015

PARA PR PROGRAMA DE AUDITÓRIO DO GOVERNO LEVOU MAIS DE DUAS MIL PESSOAS AO PARTHENON

Eu conheço essa gente.
Eu disse antes do "programa de auditório" do governo começar, no suntuoso Parthenon, nesta noite, 20, que o "pau ia cantar no lombo do Judiciário".
Eu só não imaginava que o secretário de governo municipal, Anthony Garotinho, com o ego inflado, diante de uma platéia de cargos comissionados, fosse chegar a tanto. Escolhi matéria do jornal O Diário e destaco o último parágrafo, que diz: "Para o ex-deputado federal, o encontro nesta segunda-feira (20) foi uma reunião de trabalho, onde também falou sobre a decisão do juízo da 98ª Zona Eleitoral de Campos. “Esta decisão é um absurdo jurídico para tentar mais uma vez a prefeita e justamente em um momento em que a cidade vive uma crise para que Rosinha não tivesse capacidade política de reagir”, disse."
Ou eu não entendi, ou o ex-deputado considera que o Juizo agiu oportunisticamente.

O Diário:

Mais de duas mil pessoas em ato de solidariedade à Rosinha


reunião contou com participação de militantes, vereadores e amigos da prefeita Rosinha
reunião contou com participação de militantes, vereadores e amigos da prefeita Rosinha
Mais de duas mil pessoas foram até o Parthenon, no Jardim Carioca, em Guarus, Campos, na noite desta segunda-feira, para prestar solidariedade à prefeita Rosinha Garotinho. O encontro reuniu secretários do governo municipal, vereadores e demais autoridades políticas que garantiram continuar apoiando o grupo, liderado pelo ex-governador do Estado do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR). Durante discurso, Rosinha disse que está de cabeça erguida e que o povo não pode se envergonhar dela.
“Tentaram me tirar da prefeitura várias vezes e estão tentando de novo, e são os mesmos que apóiam políticos envolvidos com os maiores esquemas de corrupção do país, o Petrolão. Por isso que eu peço que as pessoas não nos abandonem neste momento de crise que estamos passando, como muitos vereadores fizeram, e conclamem a população para explicar que não fui eu que quebrei a prefeitura como muitos estão dizendo por aí”, comentou.
A prefeita adiantou que “serão formados grupos políticos que irão de casa em casa, de forma organizada, para divulgar as ações do governo e desmistificar o que a oposição campista anda falando”, sobre a decisão do juiz Luiz Alfredo Carvalho Junior, da 98ª Zona Eleitoral de Campos, que cassou o seu mandato e do vice-prefeito, Doutor Chicão, podendo recorrer nos respectivos cargos e sobre a antecipação de receitas de royalties do petróleo. A punição foi em decorrência do processo seletivo realizado em 2012, para contratação pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda).
Rosinha emocionou o filho Wladimir ao falar ao falar sobre as discussões que ela teve com ele por não ter apoiado a candidatura de Bruno Dauaire para deputado estadual nas últimas eleições. “Eu e Garotinho tínhamos um compromisso e mantivemos a nossa palavra até o final. Eu tenho certeza que eu não saí perdendo”, disse Rosinha, se referindo ao deputado estadual Geraldo Pudim.
Garotinho: “futuro prefeito vai sair do nosso grupo”
Segundo Garotinho, a oposição está realizando uma campanha imoral com relação a lei do “Fundos dos Royalties”, intitulada “Não venda meu futuro”. “Não há venda de futuro. Estamos salvando o nosso futuro. O que eles fizeram foi roubar o nosso passado e não tem moral para falar de um governo que encontra soluções neste momento de crise que é nacional”, ressaltou Garotinho, ao afirmar que “nada seria feito para prejudicar o próximo prefeito que irá assumir a Prefeitura de Campos e o futuro prefeito de Campos vai sair do nosso grupo político.
Para o ex-deputado federal, o encontro nesta segunda-feira (20) foi uma reunião de trabalho, onde também falou sobre a decisão do juízo da 98ª Zona Eleitoral de Campos. “Esta decisão é um absurdo jurídico para tentar mais uma vez a prefeita e justamente em um momento em que a cidade vive uma crise para que Rosinha não tivesse capacidade política de reagir”, disse.

13 comentários:

  1. Mímimi
    Fora quadrilheiro e sua turminha doce e salgada!

    ResponderExcluir
  2. Fernando é capaz de garotinho acusar a má administração a dr. Arnaldo ele nunca erra é o maior é Deus

    ResponderExcluir
  3. ADEMIR ALVES (BAIXA GRANDE)21 de julho de 2015 12:59

    SERÁ QUE NESTA REUNIÃO DE "TRABALHO" O SECRETÁRIO DE
    GOVERNO,MENCIONOU QUE A SAÚDE DA NOSSA CIDADE ESTÁ
    NO "FUNDO DO POÇO" ? O POVO ESTÁ SOFRENDO.

    ResponderExcluir
  4. Tomara que o juiz Luiz Alfredo Carvalho Junior, da 98ª Zona Eleitoral de Campos, que cassou o mandato da prefeita e do vice-prefeito, Doutor Chicão,seja o Sérgio Moro daqui de Campos.

    ResponderExcluir
  5. Eu estava lá e contei 872 pessoas.

    ResponderExcluir
  6. Muito comovido. FORA ESCÓRIA!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Essa e a quantidade de DAS que a prefeitura tem com o que ficou de RPA nas secretárias

    ResponderExcluir
  8. Colocaram um "0" (zero) a mais nessa conta..

    ResponderExcluir
  9. a capacidade do local é de 500 pessoas, mas só tem 150 pessoas nessa foto,.

    ResponderExcluir
  10. Essa é boa, Pudim, concedeu Moção de Aplauso para seu novo desafeto, o ex-governador e atual secretário de governo, Anthony Garotinho. O alcaide municipal receberá a Moção como poeta e ATOR. Já a alcaidessa, receberá como poeta e escritora. Escritora do falência de Campos.

    ResponderExcluir
  11. Substima muito a inteligência da povo campista!!!!

    ResponderExcluir
  12. Dois mil cargos em comissão? Que tanta chefia e assessoramento é essa?

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião