sábado, agosto 31, 2013

PROFESSORES: "OU O GOVERNO ATENDE A PAUTA, OU OCUPAMOS O CESEC"

Desabafo e advertência de uma professora da rede municipal de Ensino:

Fernando a manifestação foi linda, colocamos mais de dois mil professores na rua, e a proposta para a assembleia do dia 11 no IFF, vai ser ir para rua no dia 23 com as barracas de camp nas costas, se a pauta não for atendida vamos direto para a prefeitura montar nosso acampamento, afinal aprendemos com a nossa prefeita que acampar na prefeitura e a melhor maneira de reverter as coisas. No dia 30 mais de dois mil professores na rua, no dia 23 vamos colocar 5 mil, para mostrar para a Secretária truculenta que a educação chegou no seu limite. A caminhada da praça até a prefeitura foi recheada de informações que os pais que estavam observando a manifestação precisavam ouvir tipo: falta sabonete nas creches, falta uniformes, falta lápis, os livros ainda não chegaram, os alunos comem metade de uma laranja, metade de uma banana, metade de um ovo, comem chuchu com ovo, que a escola com o pior IDEB do estado ficou mais de 4 meses sem diretor, que a carne que é servida tem que ser fervida 3 vezes antes de ser consumida, falta porta, mesa e cadeira nas salas de aula, etc... Coisas que as lindas propagandas feitas pelo governo não mostram. Fernando por favor divulgue com o máximo de verdade tudo o que aconteceu no dia 30, porque essa mídia comprada de Campos, não teve a capacidade de mostrar a dimensão real do nosso movimento. E vc pode ter certeza que no dia 23 o nosso barulho vai ser ainda maior. O professor acordou, e quem foi no movimento sentiu o gostinho de poder desabafar toda a opressão que somos submetidos. Conto com vc na divulgação da verdade sobre o movimento.Fernando a manifestação foi linda, colocamos mais de dois mil professores na rua, e a proposta para a assembleia do dia 11 no IFF, vai ser ir para rua no dia 23 com as barracas de camp nas costas, se a pauta não for atendida vamos direto para a prefeitura montar nosso acampamento, afinal aprendemos com a nossa prefeita que acampar na prefeitura e a melhor maneira de reverter as coisas. No dia 30 mais de dois mil professores na rua, no dia 23 vamos colocar 5 mil, para mostrar para a Secretária truculenta que a educação chegou no seu limite. A caminhada da praça até a prefeitura foi recheada de informações que os pais que estavam observando a manifestação precisavam ouvir tipo: falta sabonete nas creches, falta uniformes, falta lápis, os livros ainda não chegaram, os alunos comem metade de uma laranja, metade de uma banana, metade de um ovo, comem chuchu com ovo, que a escola com o pior IDEB do estado ficou mais de 4 meses sem diretor, que a carne que é servida tem que ser fervida 3 vezes antes de ser consumida, falta porta, mesa e cadeira nas salas de aula, etc... Coisas que as lindas propagandas feitas pelo governo não mostram. Fernando por favor divulgue com o máximo de verdade tudo o que aconteceu no dia 30, porque essa mídia comprada de Campos, não teve a capacidade de mostrar a dimensão real do nosso movimento. E vc pode ter certeza que no dia 23 o nosso barulho vai ser ainda maior. O professor acordou, e quem foi no movimento sentiu o gostinho de poder desabafar toda a opressão que somos submetidos. Conto com vc na divulgação da verdade sobre o movimento.

12 comentários:

  1. TENTEM OCUPAR O CESEC PRA VER SE VCS NÃO ENTRAM NO CACETE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE VENHA O CACETE, POIS ASSIM O GOVERNO VAI MOSTRAR A SUA VERDADEIRA FACE!
      PERDEU!!! JÁ APRENDEMOS A APANHAR (TODOS OS DIAS APANHAMOS: ÔNIBUS LOTADOS, DESACATO DE CRIANÇAS E OUTROS, DESCASO, FALTA DE MATERIAL, DOR NO CORPO E NA ALMA (POR NÃO CONSEGUIRMOS REALIZAR A NOSSA META)... E NOS DEFENDER DE MALDADES E TIRANIA!
      SOMOS LIVRES, SOMOS POVO E PRINCIPALMENTE SOMOS BRASILEIROS!!! E NÃO DESISTIMOS NUNCA!!! OBRIGADA PELO SEU APOIO, ILUSTRE DESCONHECIDO! VC DEVE SER ANALFABETO, POIS SÓ ISSO PODE JUSTIFICAR UMA AMEAÇA DESSE TIPO!
      VAMOS A LUTA PROFESSORES!!!! QUE VENHA O CACETE, SPRAY DE PIMENTE, E OUTROS...

      Excluir
  2. Professores, lutem, lutem mesmo .Gritem e acampem se preciso for, o que não tem cabimento´e esse desrespeito para com uma classe tão importante.
    Sem professor as outras profissões não existem.Sem professor e ensino de qualidade o futuro estará comprometido pois nossas crianças , na situação em que se encontra a educação no município, nossas crianças estão fadadas a serem eternas mendigas, verdadeiras escravas miseráveis usadas para populismo de comida a R$1,O0,passagem a R$1,00.
    Gente é para brilhar e não para ser refem de política do R$1,00!

    ResponderExcluir
  3. É isso aí professorada.Aprendemos com vcs(alunos ou não)que nada como uma boa ameaça para se conseguir o que se quer(só espero que os alunos não façam isso com vcs nas escolas onde vários de seus colegas vivem faltando).

    ResponderExcluir
  4. Afinal quanto ganha um professor de nivel superior da pmcg?Será que é o equivalente a um do IFF?É a única categoria que tem seu pccs funcionando; ganha gratificação por pós graduação que faz(diferente das outras categorias como médicos,etc)e até adicional para assistir seminário que a própria pmcg faz anualmente...

    ResponderExcluir
  5. O anonimo de 21:35 é PM ou Guarda municipal? ou um destrambelhado rosa. Como disse o seu chefe pode vir quente que nos estamos fervendo de mãos limpas, somente suja de giz, e corroídos pela bagunça no trato da educação em Campos.

    ResponderExcluir
  6. Este individuo que ameaça os professores com certeza deve ser um puxa saco do casal que governa esta cidade. Tenho certeza que um movimento pacifico e ordeiro não sofrera retaliação nem da Policia Militar,(classe que tanto sofreu na mão deste casal) quanto da Guarda Municipal(classe que sofre hoje com os desmandos deste governo). Lutem pelos seus direitos sim profissionais da educação, chega de desmando, de descaso com a educação da população que na grande maioria nem sabe o que se passa, pois estão usando o cabresto do cheque cidadão, da passagem a um real, e dos eventos no Farol.


    ResponderExcluir
  7. Anônimo das 21:35, nós aprendemos com a própria prefeita a montar acampamento na prefeitura, e outra coisa, no dia 23 vamos chamar a mídia nacional, porque as de Campos são todas compradas. Cabral vai adorar saber que na terra dos garotinhos os professores levam cacete, os eleitores vão adorar saber. Não temos medo de apanhar, pois todos os dias apanhamos desse governo sujo que nos humilha. Chega, Basta!!!!

    ResponderExcluir
  8. Para poder entrar tem que ser um por um, silenciosamente. Para não levar cacetadas ou mordidas de cão!.

    ResponderExcluir
  9. Façam a coisa certa só postem nos blogs um dia antes da manifestação para não dar tempo da prefeita e seus capangas não ordenar nada para atrapalhar um movimento tão digno e brioso quanto a dos professores,sugiro tb juntar-se a esse movimento a classe da saúde pois tb são explorados e maltratadosesses profissionais.

    ResponderExcluir
  10. RICARDO LUIZ LEITE2 de setembro de 2013 13:33

    MAIS LOGO A EDUCAÇÃO QUE DEVERIA SER DE PRIMEIRO MUNDO E COM TANTO DINHEIRO FALTA DE TUDO EM CAMPOS DOS GOYTACAZES E DEPOIS AINDA TEMOS QUE ATURAR ESSE JUMENTO QUE ATENDE PELO NOME DE PROFESSOR SULLEDIL BERNARDINO E VERDADEIRO CARRASCO DO GOVERNO ROSINHA.

    RICARDO LUIZ LEITE

    ResponderExcluir
  11. Fernando por favor divulgue!!

    Alunos sem merenda escolar em Campos
    Alunos do segundo e terceiro turno da Escola Municipal Carlos Chagas estão sem merenda escolar (almoço e janta), não por falta do alimento, mas do profissional para cozinhá-lo. A direção alega que já enviou ofícios à SMECE (Secretaria Municipal de Educação Cultura e Esporte, ex SMEC), mas sem sucesso. O serviço é prestado por empresa terceirizada que afirma não ter autorização da Prefeitura para enviar o funcionário. Outra coisa: alunos da EJA (Educação de Jovens e Adultos) são transportados em Kombi lotada em ruas esburacadas. A evasão escolar é grande no segmento devido à falta de transporte adequado. Gostaria de saber onde estão os “educadores” da SMECE que fecham os olhos para isso. Tomarão alguma providência ou permanecerão fechados em suas salas com cafezinho, ar condicionado e biscoitinhos; organizando congressos e seminários surrealistas, enquanto alunos permanecem sem merenda? Mais uma coisa: alimento tem prazo de validade. Em breve o que está na despensa não poderá ser consumido. Compartilhem, por favor. Quem sabe as autoridades (se é que elas existem) deixam de se fingir de mortas e resolvem o problema, caso contrário perderei a centelha de respeito que ainda nutro por algumas delas. Descaso com a merenda e com o transporte escolar é o fundo do poço. Lamentável que estejamos chegando a ele. Depois querem cobrar resultados milagrosos de nós, professores.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião