quarta-feira, abril 30, 2014

DENÚNCIA

Eu sei que o assunto da hora é a greve dos rodoviários de Campos e suas consequências, mas não posso deixar passar impune, esse crime ambiental, flagrado bem no centro da cidade. Um derrame de esgoto(?), no canal Campos-Macaé, no meio da tarde, desta quarta feira, 30.

O que diz o Consórcio Águas do Paraíba? e a CODEMCA, agência reguladora do setor?

Atualização, 01/05/14, 11:02h: agradeço ao Renato Cesar Areas Siqueira pela correção. O órgão municipal fiscalizador e regulador é  EMHAB e não, a CODEMCA.

GREVE DOS RODOVIÁRIOS QUASE PAROU NA DP

A abordagem da Policia na garagem da turisguá foi punk. Houve até ameaça de prisão de trabalhadores que resistiam em cumprir à ordem judicial, que determina 30 por cento da frota em movimento para atendimento, em caráter precário, da população.
Ninguém é ingênuo. Essa greve não é só o que aparece na mídia. É muito mais o que não aparece.
Por que o relatório da auditoria contratada à Planun, por 716 mil reais, não é divulgado, uma vez que cumpria levantar denúncias de corrupção levadas à Delegacia de Polícia por passageiros?
Diante dos fatos, não resta à prefeita abrir a caixa laranja do setor.
É direito sagrado da população, que em primeira e últimas instâncias, é quem paga a conta.

FLAGRANTE DA POLICIA NA EMPRESA TURISGUA

Imagens da ação da Polícia na empresa Turisgua, na rua Padre Carmelo, no Turf, agora há noite.
O clima na garagem é tenso, uma vez que os ônibus(alguns) foram encontrados com pneus vazios e sem baterias.

Os secretários Suledil Bernardino e Fabio Ribeiro estão na empresa, negociando:


JUSTIÇA OBRIGA 30 POR CENTO DA FROTA DE ÔNIBUS A RODAREM

(Do Ururau)

(Fotografia do acervo do sitio Ururau)

Mediante a greve dos rodoviários de Campos, uma mega operação envolvendo o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Militar, além de várias Secretarias da Prefeitura Municipal, teve início na noite desta quarta-feira (30/04). Por entender que a paralisação é abusiva, pois descumpre a lei em manter 30% da frota em circulação, os órgãos realizam diligências nas 12 garagens de ônibus para que se faça cumprir a legislação.
Caso as empresas permaneçam a descumprir a lei, 30% dos ônibus que estiverem nas garagens em melhores condições e abastecidos serão recolhidos e colocados na rua a partir desta quinta-feira (01/05), para atender a população.

Matéria completa (aqui)

POLICIAIS E BOMBEIROS NOS VOLANTES DOS ÔNIBUS

Acabo de receber uma ligação telefônica de um amigo informando que há intenso movimento de polícia e guarda municipal em frente a garagem da Viação São João.

Seria o cumprimento de decisão judicial que obriga os grevistas a manterem 30 por cento da frota rodando. 

Policiais e bombeiros estão escalados para dirigirem os ônibus.

GREVE DOS RODOVIÁRIOS, ALTA TENSÃO

Não ouvi a entrevista da prefeita, na Band, agora há pouco.
Soube que Sua Excelência denunciou infiltrações de "grevistas profissionais" no movimento dos rodoviários de Campos.
Li que o governo já repassou mais de 150 milhões de reais às empresas de transportes de passageiros.
Mas até agora não ouvi uma palavra da prefeita sobre o resultado da auditoria contratada por ela mesma à empresa Planun, por 716 mil reais, para levantar denúncias de corrupção no sistema.
Denúncias, inclusive, constatadas pelo líder do governo de então, na Câmara, vereador Magal.

ESTAMOS NOS ACOSTUMANDO COM A DOR ALHEIA. SÓ PODE!

Até quando a sociedade pacata e solidária de Campos, vai tolerar que situações como essa continuem a nos desafiar?

Até quando vamos assistir ao drama de mães-coragem implorarem pelo o que é seu por direito?

Até quando senhores e senhoras dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário?

Até quando?



"Amigos venho por meio deste Apelo pedir a UMA BOA ALMA,que saiba onde posso comprar fraldas pra minha PRINCESA;pois ja estou a 2 semanas comprando fraldas pra ela,e estou PRECISANDO com URGENCIAAAAAAAAAAAAA pois o unico pacote com 7 fraldas no valor de 20 reais q comprei talvez nao chegue nem pra passar a noite,e com este frio que esta fazendo,ela faz mto mas xixi...quem souber POR favor deixe recado no IN BOX pois TODA VEZ QUE LIGO PRO FRALDARIO ELES Ñ TEM PREVISAO DE QDO CHEGA,ELA E DE ORDEM JUDICIAL TERIA Q PEGAR DIA 21.04 E COM ESSE FERIADO QUE TEREMOS DIAS 01,05 SO deus SABE QDO TEREMOS..Aqui e um apelo de uma MAE que ñ mede NENHUM esforço para que ela tem uma qualidade de vida;Fico no aguardo para que alguem me informe;pois nao tenho condiçoes de comprar fraldas ao preço que tenho comprado...Mta Luz!!!
Atenciosamente..."
 
Regina e Letícia e o 5° orçamento  municipal do Brasil
 

E VOCÊ?

(Arte que circula no facebook, vinda de Morro do Coco)


RODOVIÁRIOS EM GREVE FECHAM PREFEITURA

A sede do governo municipal, centro administrativo José Alves de Azevedo, está sitiada, não entra, nem sai ninguém. Nem funcionários.

Centenas de rodoviários montam guarda nos portões e só sairão de lá, com uma posição clara da prefeita sobre a greve.


Policia Militar e Guarda Civil Municipal estão no local.


Uma comissão de grevistas está reunida com secretários municipais, no auditório da prefeitura.

Mais informações daqui à pouco!

terça-feira, abril 29, 2014

GOVERNO COVARDE E OMISSO

Prefeita, seus altofalantes caíram em campo pra repetir que a greve dos rodoviários não é culpa sua. 
Deram com "os burros n'água". Até o velho Paraíba sabe disso. 
Pois bem, segue uma denúncia para a tropa de choque de sua majestade apurar e punir: as vans e o transporte clandestino determinam suas tarifas de acordo com a cara do freguês e quem anda de transporte público, a senhora deve se lembrar que não é burguês. E agora, a senhora vai continuar negando que esse fardo lhe pertence?

O jeito, então, vai ser chamar o síndico. Tim Maia!

CAMPOS, UMA CIDADE SITIADA

Terminal central Luiz Carlos Prestes vazio, nesta manhã de terça feira
Greve dos vigilantes mantem bancos fechados hoje, 29
Fonte: (blog Eu penso que, do jornalista Ricardo André Vasconcelos)

segunda-feira, abril 28, 2014

CAMPOS PARADA

Ah, antes que eu me esqueça, amanhã, 29, os vigilantes das agências bancárias entram em greve por aumento salarial. Sem ônibus e sem bancos abertos, a cidade vai parar.

GREVE DOS RODOVIÁRIOS CONTINUA

Informação da INterTV: a greve dos rodoviários continua, amanhã. Não houve entendimento entre os Sindicatos dos trabalhadores e dos empresários. As frotas de vans e carros clandestinos agradecem.

O governo municipal, enquanto isso, fica na praça "dando milho aos pombos".

GREVE DOS RODOVIÁRIOS, TENSÃO E VIOLÊNCIA

(Página do jornal online Terceira Via)

Caso aconteceu neste domingo. A categoria está com medo, pois parte da população está ameaçando os trabalhadores

Durante o protesto dos rodoviários de Campos, na manhã desta segunda-feira (28 de abril), os profissionais explicaram o motivo de nem os 30% da frota, conforme manda a lei, estarem circulando.

De acordo com eles, um motorista da empresa São João foi agredido na madrugada deste domingo (27), enquanto ia trabalhar. Por causa da falta de segurança, a categoria decidiu parar totalmente.

Segundo o motorista Sérgio Rangel, ele foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta, próximo à Unidade de Pronto Atendimento, em Guarus. Um deles desceu o agrediu e disse que não era para ele ir trabalhar.

Com medo, Sérgio seguiu para a empresa, onde recebeu atendimento e foi liberado para voltar pra casa. Ele teve escoriações nas costas, no ombro, na mão e nas pernas. “Nós queremos voltar ao trabalho com a frota inteira, mas para isso precisamos de uma posição da prefeitura e dos empresários. Se com a frota total o transporte público em Campos está caótico, imagine com 30%?”, questionou.

Os motoristas estão com medo de voltar ao trabalho com a frota reduzida, pois no último final de semana eles receberam ameaças de populares em locais como Goitacazes e Guarus.

O presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte, Álvaro Henrique de Souza Oliveira, atendeu quatro representantes dos rodoviários, mas a maioria dos profissionais quer que haja uma reunião com toda a categoria.


Na reunião, o presidente  disse que o problema do transporte perante aos passageiros e aos trabalhadores será resolvido após a licitação, porém há uma grande burocracia para que essa licitação saia e novas empresas sejam contratadas.
 
Os representantes disseram que ele não deu um prazo para que este processo ocorra e garantem que não retomarão as atividades.


Os manifestantes seguiram para a rodoviária Roberto da Silveira, onde fizeram mais um protesto. Segundo os funcionários das empresas, eles ficarão no local até às 13h, horário em que serão recebidos pelo procurador do município no Sindicato dos Rodoviários. 

PREFEITA, LEIA O QUE DIZ O POVO

Prefeita, leia o que pensa o povo desta greve dos rodoviários e da omissão incompreensível do seu governo:

Sr. Fernando, onde vamos parar? As vans estão cobrando 5 reais a passagem, para qualquer lugar. Andam todas superlotadas e sem segurança. Carros de passeio sujos e velhos fazem lotadas na frente de todos. Pode acontecer uma tragédia a qualquer momento. Estamos nas mãos de Deus.

Frente da camara de vereadores pegando fogo!
Cheio de motoristas e cobradores...polícia...


ENGRAÇADO QUE O APRESENTADOR DE UM PROGRAMA SABADO QUANDO ENTREVISTAVA O PRESIDENTE DO IMTT DISSE QUE OS FUNCIONARIOS DAS EMPRESAS NÃO TINHAM QUE DEFENDER AS EMPRESAS (COMO NÃO DEFENDER QUEM LHES GARANTE O SUSTENTO????), APESAR DISSO O ESTRANHO É QUE É DITO QUE A PREFEITURA NÃO TEM NADA COM ISSO EM RELAÇÃO AS COBRANÇAS DO FUNCIONARIOS, TODAVIA ENTRA COM AÇÕES QUERENDO QUE OS MESMOS VOLTEM A TRABALHAR E FAZEM UM VERDADEIRO TERRORISMO PQ AFIRMAM QUE ESSES TRABALHADORES VÃO FICAR SEM RECEBER PQ AS EMPRESAS NÃO TERÃO COMO PAGAR SALARIOS SE NÃO FUNCIONAM. QUEM ESTA DEFENDENDO QUEM??????
Cá comigo: é melhor ouvir a voz rouca das ruas.

GREVISTAS CONCENTRADOS NA RODOVIÁRIA

Rodoviários de Campos, em greve por tempo indeterminado, estão concentrados na rodoviária Roberto Silveira, onde funciona a secretaria municipal de Governo. Está prevista nova rodada de negociação, hoje, 28, entre as partes, mas ainda estão longe de consenso.

Enquanto isso, passageiros da cidade e do interior estão à mercê da tabela das vans e carros clandestinos.

PLENÁRIA DO FORUM DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

A coordenação do Fórum de Economia Solidária de Campos dos Goytacazes-RJ, reunida no dia 24 de abril de 2014, decidiu pela realização de uma plenária mensal nesta quarta-feira (30), a partir das 15 horas, no auditório da Faculdade de Direito de Campos (FDC). 

Na pauta, a posse da nova coordenação, eleita o dia 26 de março de 2014, a mudança e aprovação do regimento interno geral do fórum completo ou por artigo, a eleição da nova secretaria executiva, e a apresentação dos cinco grupos de trabalho, que estão divididos em Produção e Comercialização, Fomento Solidário, Divulgação, Formação e Marco Legal.

Na oportunidade, toda a coordenação apresentará suas expectativas de trabalho, e fará um compromisso padrão assinado com a plenária de levar o movimento popular da Economia Solidária até ao fim por uma sociedade mais justa. Será apresentada a História do Fórum de Economia Solidária de Campos dos Goytacazes-RJ, por Nilza Franco Portela, que também irá apresentar propostas para o Regimento Geral.

Os segmentos da economia solidária, como agricultura familiar, assentados, quilombolas, pescadores artesanais, catadores de materiais recicláveis, alimentação/gastronomia, artesanato, cooperativas populares, assessoria técnica e gestores públicos, estão convidados a participar da plenária.

(ascom)

GREVE DOS ÔNIBUS: O JEITO É IR DE TAXI

Nesta segunda sem lei e sem juizo, 28, os rodoviários de Campos continuam parados. A prefeitura se esconde de suas responsabilidades e os grevistas tem que mantar 30 por cento da frota operando. 30 por  cento de quase nada é muito pouco. Os pontos de ônibus estão abarrotados de gente.

Enquanto isso passageiros se espremem nas vans e nos transportes clandestinos e pagam o que lhes é cobrado. A tabela vai de 5 reais adiante.

A situação no Município é tão caótica, que a cidade não tem ônibus, não tem responsáveis pela paralisação e nem tem abrigos de passageiros.

Aqui jaz um abrigo de passageiros

domingo, abril 27, 2014

ACESSIBILIDADE: NEM O BARÃO ESCAPOU

video
Por uma Campos melhor.

A Lei de Mobilidade Urbana, 12587/2012, garante em seu artigo 5o., I, a acessibilidade universal. Porém, apesar de Campos estar sob um TAC de acessibilidade, o 096/2006, a Prefeitura a título estético (?) pavimentou o conhecido Jardim do Liceu, Praça Barão do Rio Branco, com forração de brita no. 2, que simplesmente impossibilita aos que possuem mobilidade reduzida de conviverem com este equipamento urbano tão raro em nossa cidade.

O caso é mais curioso devido a praça possuir em seu entorno à Câmara dos Vereadores e o IMTT, especialmente. Como se não bastasse toda trapalhada e falta de interesse público, no processo de licitação do transporte público, que já dura mais de um ano, passaram por aqui técnicos do URBS, de Curitiba, em 16/10/2013, e do escritório PLANUM, este contratado por R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) para elaborar o referido edital, mas sem proveito ou êxito, visto o último adiamento ocorrido no início deste mês de abril. Parece piada, mas é verdade, inclusive como diria Bob Dylan: "All along the wathtower"(tudo diante do sentinela - traduzido livremente), no caso as representações dos poderes legislativo e executivo citados.

A quem interessa e quem ganhou com essa obra é um caso para ser bem explicado, pois a população que paga os seus impostos e aguarda a aplicação em melhorias urbanas, não foi, já que fica preterida da utilização de equipamentos importantes, como as áreas verdes constituídas pelas praças, o que compromete a acessibilidade e consequentemente a qualidade de vida. 

O Observatório Social de Campos realizou seminário de mobilidade urbana em Campos, nos dias 29 e 30 de novembro de 2013, de onde foi extraída agenda propositiva (anexo), composta por 10 itens, já protocolados no executivo, desde o Gabinete da Prefeita à Secretaria de Obras e IMTT. Aguardamos providências.

Abç.,

Renato César Arêas Siqueira
arquiteto e urbanista
perito técnico

professor bolsista UENF

ÔNIBUS QUE TROUXE A IMPERATRIZ QUEBROU NA CHEGADA

Se você está na arquibancada do CEPOP aguardando a passagem das alas da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, relaxa, porque vai demorar.

O ônibus contratado para trazer o pessoal do Rio, está quebrado em frente ao quartel do 8° Batalhão da PM, na Formosa.

A imagem ficou ruim por conta do fotógrafo

O HAITI NÃO É AQUI

(De O Globo - coluna de Ricardo Noblat))

Tião Viana desovou os haitianos, por Elio Gaspari

Elio Gaspari, O Globo
Na semana em que o Papa Francisco canonizou José de Anchieta, o governo do Acre completou a desova, em São Paulo, de 400 haitianos que se refugiaram no Brasil.
É um truque velho, usado até mesmo com brasileiros. Quando um prefeito incomoda-se com a chegada de migrantes, dá-lhes algum dinheiro e passagem de ida para outro lugar, desde que não apareçam mais por lá.
Em São Paulo, os haitianos ficaram sob a proteção da Igreja Católica. No século XVI, quando Anchieta andava pelo Brasil, a cultura europeia entendia que os índios nem gente eram.
Passaram-se cinco séculos, o governador Tião Viana mandou refugiados haitianos para São Paulo e acusou a “elite paulista” de “preconceito”, quando uma secretária do governo estadual classificou seu comportamento como “irresponsável”.


Foi ele quem exportou os refugiados, sem dar um só telefonema ao prefeito petista Fernando Haddad. O problema que está no seu colo deveria ser tratado com o ministro petista da Justiça, não com a empresa de ônibus.
Não é justo que a economia do Acre receba o impacto de 20 mil refugiados, mas a solução de Viana foi demófoba e sua justificativa, demagógica. Salvo a elite petista, nenhuma outra tem algo a ver com isso.
Os haitianos estão amparados pela mesma fé que movia Anchieta, na paróquia de Nossa Senhora da Paz. Faltaram recursos, comida e até mesmo colchões ao padre Paolo Parise, que cuida do lugar.
Há dias, voluntários começaram a chegar à paróquia. Alguns foram cozinhar, outros ofereceram empregos. Até quinta-feira, a paróquia não havia recebido qualquer ajuda federal, estadual ou municipal.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, faz o que deve, o comissário Fernando Haddad, também, e Tião Viana diz o que quer. Juntando tudo, nada.

Elio Gaspari é jornalista.

GREVE DOS RODOVIARIOS, PREFEITURA A CULPA É SUA

A greve, sem tempo para acabar, dos rodoviários de Campos está no colo do governo municipal, que faz de tudo para negar o filho feio.
Se não, vejamos: a prefeitura de Campos é o Poder concedente, o que significa que as linhas são de propriedade da viuva, a passagem é subsidiada pelo dinheiro público e o repasse é por estimativa, o que dá ao sistema um clima de compadrio, a prefeita encomendou uma auditoria no setor, ao preço de 715 mil reais e guardou no alforje as conclusões da empresa contratada Planum.

Ora, não resta a menor dúvida que a prefeitura de Campos tem culpa pela greve, amplamente anunciada. Culpa, máxima culpa, ainda que os autofalantes oficiais digam o contrário.

Enquanto o governo municipal negligencia a intermediação do impasse, o Município virou o paraiso das vans e do transporte clandestino que cobram tarifas de acordo com a cara do freguês.

Essa greve não pode acabar pura e simplesmente, como uma greve qualquer, motivada por reivindicações salariais. É preciso abrir o fosso que resguarda muitos segredos inconfessáveis. Senhores empresários preparem o lombo que vem chibata aí!


NOTA OFICIAL DA FUNDAÇÃO DO ESPORTE DE CAMPOS

O vice-presidente da Fundação Municipal de Esportes(FME), Junior Oliveira, explicou que na terça-feira (22), o funcionário da empresa que presta serviço de manutenção na piscina da fundação detectou que a bomba da piscina estava queimada. “Como na quarta-feira foi feriado, a empresa marcou para quinta-feira a manutenção da piscina. Foi comunicado aos usuários que a piscina estaria interditada na quinta e na sexta para a troca de água. O conserto da bomba foi concluído na sexta à tarde. Segunda-feira as atividades estarão de volta ao normal”, informou Junior.

- Gostaria também de esclarecer que as instalações da fundação são cedidas para confraternizações, de escolas, academias e secretarias da prefeitura, entre outras entidades, para uma série de atividades, como para casamento comunitário, não sendo permitido o uso de bebida alcoólica. Desde já me coloco à disposição para qualquer esclarecimento. Meu telefone (22) 9-8826-4217 – disse o vice-presidente da FME.

Da Assessoria de Comunicação da FM

DENUNCIA CONTRA FUNDAÇÃO DO ESPORTE

(Por e-mail)

Boa noite  Fernando, quando penso que ja vi de tudo nessa Prefeituta, como é que pode ? A Fundaçao de Esportes esta com a  Piscina com  defeito para a pratica de hidroginastica e hoje dia 26 de Abril  foi realizado um Batismo nas aguas da Piscina na Fundaçao de Esportes, da igreja Batista que o senhor Vice é o responsavel . Isso é um absurdo . Nao to entendendo minha avo faz hidroginastica la porque precisa e nos deparamos com cartazes que a bomba esta com defeito e como teve batismo la? Exigo explicaçoes dos senhores responsaveis . 

sábado, abril 26, 2014

IMAGENS DO DESFILE DESTE SÁBADO

Flashes do desfile das escolas de Samba de Campos, na passarela do Samba Wallace Oliveira, no CEPOP, nesta noite de sábado, 26:


GAROTINHO FALA RÁPIDO E PENSA LENTO

Meu Deus, parece que, aqui, na vila, o tempo para e há frases que se enraizaram na boca de algumas personagens da política.
Hoje, ouvi do deputado federal, Anthony Garotinho, PR, a máxima da filosofia dualística de Maniqueu, um filósofo que viveu, nos anos 400 depois de Cristo e para quem, à grosso modo, a sociedade se divide entre o Bem e o Mal.
Para o nosso irrequieto parlamentar, em Campos, só há duas forças políticas: a dos que querem construir um Município novo e a dos que roubaram o erário, quando governaram. Maniqueísmo conveniente.
Como fala rápido e pensa lento, Garotinho se esqueceu de fazer algumas necessárias ressalvas: a maior parte dos que ele acusa de larápios do dinheiro público está junta e misturada com seu exército de Brancaleone; alguns com poder de mando, inclusive.
Ou o Garotinho fala por falar ou sofre de amnésia oportuna.



RODOVIÁRIOS DE CAMPOS: GREVE CONTINUA

Informação da InterTV: a greve dos rodoviários de Campos não tem previsão de acabar. As negociações permanecem entre patrões e empregados, mas as posições estão muito distantes.

RODOVIÁRIOS DE CAMPOS ESTÃO EM GREVE

(Do sítio Ururau)

Os rodoviários de Campos entraram em greve por tempo indeterminado a zero hora deste sábado (25/04). A informação foi confirmada após reunião da categoria realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Campos.
O presidente do Sindicato, Roberto Virgílio, explicou que a categoria conseguiu, esta semana, derrubar a decisão da juíza do trabalho Verônica Ribeiro Saraiva, da 1ª Vara do Trabalho, que deferiu no dia 13 de março uma liminar em favor da Prefeitura onde determinava que 70% da frota do transporte coletivo deverá circular durante o movimento da categoria. Na ocasião, a greve dos rodoviários estava para ser decretada. A lei de greve determina que 30% da frota sejam mantidas em circulação durante movimento sindicalista.
“Estamos negociando com a categoria para atendermos a população que está no Cepop para o Campos Folia, pois essa parcela da população não tem culpa e não pode ficar sem o transporte. Assim sendo vamos manter apenas os 30% da frota circulando que é o que determina a lei de greve”, disse Virgílio.
Os rodoviários de Campos estão pleiteando reajuste salarial de 17%, plano de saúde, além de outros benefícios, como cesta básica e uniforme gratuito. A categoria entrou em estado de greve desde o dia seis de março, quando foi realizada uma assembleia no Cais da Lapa.
Roberto Virgílio salientou que o mês de março é a data base dos trabalhadores, quando existe aumento salarial e de benefícios. Os patrões não entraram em acordo com os grevistas sob a alegação de que não podem conceder o aumento em 2014 porque o valor tarifário se mantém desde 2008.

Fonte: Ururau

O MEC DEVIA INTERVIR NA EDUCAÇÃO MUNICIPAL DE CAMPOS

Leia este depoimento de uma mãe de alunos na Escola Municipal Lions 1 e veja se já não passou da hora de uma intervenção do MEC na secretaria municipal de Educação de Campos:

Meus filhos estudam na escola Municiapal Lions 1, no parque Santa Rosa em sistema de rodízio porque passa por reforma havendo apenas algumas salas que não atende todos alunos, a solução encontrada foi fazer esse rodízio onde meus filhos tem duas aulas por semana, uma aula por semana ou nenhuma aula, além de turmas que ainda estão sem professor desde fevereiro. Alguns professores tentam abraçar essas crianças que estão sem essas poucas aulas oferecidas pela escola, mas as salas não dão para todos. Então o que podemos fazer? Pais não querem se manifestar já que o bolsa família foi garantido porque essas crianças não receberão falta. Meus filhos nem tiveram aula direito e já estão tendo prova. Perguntei a professora como isso pode está acontecendo e ela me respondeu que é preciso fechar o bimestre e que recebe ordens superiores,

Professores, direção e alguns pais de alunos estão insatisfeitos e soluções não aparecem para resolver o problema.

Gostaria de deixar registrado a minha indignação com a falta de respeito com a educação dos meus filhos. Como uma professora pode ensinar aos alunos apenas uma vez por semana, ou duas? Sou analfabeta, não tive a oportunidade que meus filhos tem hoje mas dou muito valor a educação dos meus filhos. è revoltante saber que o governo não teve coragem de alugar um outro prédio para que começasse a reforma e os alunos tivessem aulas em horário correto. É vergonhoso saber que educação e saúde vale tão pouco para esse governo.

Agradeço o espaço oferecido para o meu desabafo e peço que aqueles que lerem divulguem a minha denúncia para que alguém tenha a dignidade de resolver o problema.

PERIGO NA CICLOVIA DA ALBERTO LAMEGO

Veja esta imagem. Ela revela descaso e descompromisso com a segurança do cidadão. Já há muito tempo, o guarda corpo da ciclovia da avenida Alberto Lamego, está quebrado. O asfalto da pista está rente ao piso da ciclovia, sem nenhum anteparo.


sexta-feira, abril 25, 2014

RODOVIÁRIOS DE CAMPOS PARAM HOJE À MEIA NOITE

(A informação é do blog do João do Microfone, replicada da Record)

Segundo informações chegadas agora via Rede Record rodoviários de todas as empresas vão parar a meia noite. Segundo presidente do sindicato. Informação dada agora. E agora como vai ficar os "foliões" do campos Folia?


NOTA À IMPRENSA

(Por e-mail)

Prezad@ Jornalista,
Solicito sua divulgação da Audiência Pública para avaliar os impactos sociais, ambientais e econômicos da implantação de Barragem no Município de Cachoeiras de Macacu, realizada pela Comissão de Trabalho da ALERJ presidida pelo Deputado Estadual Paulo Ramos (PSOL), que ocorrerá no dia 28 de Abril de 2014 (2a. feira), às 13 horas, no Galpão da Casa do Pão de Queijo do Olavo, Km 17 da Estrada Rio – Friburgo (RJ 122).
A construção da barragem grande da refinaria do COMPERJ / PETROBRAS no Rio Guapiaçu ameaça de remoção e despejo 1.100 agricultores familiares e trabalhadores de assentamentos da reforma agrária; desmatamento de 12 milhões de árvores de Mata Atlântica (crime ambiental); além de provocar a perda de milhares de empregos diretos na agricultura gerando um prejuízo econômico estimado em R$ 100 milhões ao ano ao município. A mega-barragem também provocará a salinização dos manguezais da APA de Guapimirim prejudicando o sustento de 2 mil pescadores artesanais.
Principais impactos negativos desta obra: REMOÇÃO E DESPEJO de grande número de agricultores familiares e de assentamentos da reforma agrária implantados na região desde os anos 60, no governo João Goulart.

O município é considerado o 2º maior pólo agrícola fluminense: se construída, a barragem provocará a perda de 6 mil empregos pessoas, num total de 12.000 empregos em todo o Estado, gerando prejuízo econômico estimado em R$ 100 milhões por ano ao município, além do alagamento criminoso de extensas terras produtivas e de floresta remanescente da Mata Atlântica de rara Biodiversidade.

comunidade impactada, técnicos e ecologistas defendem uma proposta alternativa que é acaptação de água existente em alguns reservatórios (represas) abandonados há 20 anos pela CEDAE: esta alternativa técnica apresenta água de boa qualidade e tem volume superior ao atualmente existente no Rio Guapiaçu, além de ser uma obra considerada bem mais barata (menor custo financeiro) o que reduziria significativamente o número de desapropriações dos agricultores. Infelizmente, até o momento, o Governo do Estado insiste na realização da mega-barragem beneficiando grandes empreiteiras, sem ao menos se dispor a analisar a alternativa do aproveitamento da água das pequenas represas da CEDAE já existentes na região. 

A obra impactante da barragem grande é de responsabilidade do governo do estado (CEDAE) e é objeto de um ilegal e irregular "auto-licenciamento ambiental" por parte do próprio GOERJ (Secretaria Estadual do Ambiente, CECA e INEA), sem dispor de diálogo com as comunidades impactadas e sem prévia avaliação dos graves riscos ambientais e impactos sociais e econômicos a serem provocados pela execução da barragem. Por provocar Impacto Regional esta obra deveria ser licenciada pelo órgão ambiental federal (IBAMA) e não pelo governo do estado.
Já existem 2 ações judiciais solicitando o cancelamento ou anulação do licenciamento ambiental deste mega-empreendimento, além de inquéritos em andamento nos Ministérios Público Estadual e Federal.
O EIA/Rima apresenta gravíssimas omissões como por exemplo que a produção agrícola do Município será reduzida em 2 terços, gerando no Município, segundo a Emater, uma redução de produção de alimentos de mais de 15 milhões de kgs anuais.
Isto representa uma queda de renda anual de 100 milhões de Reais só no Município de Cachoeiras de Macacu, e um desemprego de 6.000 pessoas só no Município e mais 12.000 empregos em todo o Estado devido a cadeia produtiva do aipim, goiaba e milho verde.
Este projeto extremamente impactante foi anunciado pela Secretaria do Ambiente do Estado como uma compensação ambiental do COMPERJ, orçada em R$ 250 milhões, para gerar mais água para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, mas na verdade inutiliza 5.000 hectares contínuos de solos férteis de baixada, com altíssima produtividade agrícola. Além de estar previsto o desmatamento de mais de 12 milhões de árvores de Mata Atlântica nativa.
As alternativas de pequenas barragens no pé da Serra em vez deste projeto da grande Barragem já foi atestada por vários técnicos como sendo perfeitamente viável sem estes grandes transtornos econômicos e sociais, produzindo até ainda mais água , e com uma sustentabilidade muito maior, no entanto o desgoverno do Estado quer empurrar a mega-barragem por goela abaixo da comunidade sem qualquer diálogo.
O custo da obra da barragem grande está subdimensionado e está sendo omitido pelo governo da sociedade já que por sua dimensão custará no mínimo R$ 1 bilhão. Além disso, a população fluminense terá que arcar com mais R$ 1 bilhão a ser pago pela desapropriação de 4 fazendas (Fazendas da Editora Vecchi) cujo processo tramita desde os anos 60 no INCRA. No entanto, este pagamento é ilegal já que as terras a serem desapropriadas são da União Federal e foram destinadas para fins de reforma agrária pelo ex-Presidente Jango. Mesmo assim, ao arrepio da lei o ex-governador Sérgio Cabral desapropriou ilegalmente esta área para viabilizar a construção da mega-barragem.
Maiores informações:
Deputado Estadual Paulo Ramos – Tel. (21) 2588-1332, 98899-7212

Sérgio Ricardo – Ecologista, Gestor e Planejador Ambiental - Tel. (21) 99734-8088

FLAGRANTES DO DESFILE DE HOJE NO CEPOP

Dentro de algumas horas(?) será aberta a passarela do samba, no CEPOP. O horário oficial previsto foi anunciado para às 20h, hipótese tão improvável quanto ao sargento Garcias prender o Zorro. Mas, enfim, quase sempre foi assim.

O público ainda é reduzidíssimo, mas tende a aumentar, uma vez que caberá a celebridade Viviane Araujo abrir os desfiles. Hoje, 25, é dia de blocos.

Alguns flagrantes das entidades que ultimam os detalhes, no local de concentração. Confira:

Um adereço de qualidade compõe o carro
Inspirado em Abaporu(?) de Tarsila Amaral
Jaburu, uma personagem do Carnaval
Formação do time eneacampeão de Campos no carro alegórico do BRUC
A figura do índio goitacá vestida com a camisa do Americano Futebol Clube

GOVERNO EM QUE FALTA LIVRO, FALTA EQUILÍBRIO

(Pergunta oportuna de uma mãe de aluno da rede municipal de (des)educação de Campos)

"Smece Campos, até agora (desde do inicio 2013, vale lembrar) nada de uniforme para o meu filho? Até quando? Faço questão do kit completo prometido em campanha eleitoral.

Já entrei em contato inbox, fui respondida, mas o problema não foi resolvido. Então, aguardo reposta pública".

O TRÂNSITO NA CIDADE ESTÁ UM CARNAVAL

Meus camaradas, hoje, 25, o trânsito urbano está um pouco pior do que de costume. Tratores atravessam a cidade, rebocando carros alegóricos para o desfile de carnavallis, fora do calendário Gregoriano, aqui na vila de São Salvador dos Campos, na passarela do samba, no final da avenida Alberto Lamego.

A situação é ainda mais complicada no acesso às pontes, uma vez que a maioria dos barracões das escolas e blocos fica no Condado de Guarús.

Não adianta maldizer os tratoristas, eles, apenas, cumprem ordens superiores. (Ainda que ordens burras não deveriam ser cumpridas).

Agora, se é que tem que ser assim, por que não fazer o frete das alegorias, na parte da noite?

VALE TUDO

(Por e-mail)

Olá.

Que a construção civil em Campos anda aquecida, isso é inegável. Porém, nem todos possuem a mesma responsabilidade em relação ao espaço urbano, interferindo negativamente no entorno onde moram, visto ocupar o espaço de circulação de pedestres (calçadas) e já invadir a faixa de rolamento dos carros (rua). Para o procedimento correto, basta alugar uma caçamba de entulho, que demonstra zelo pelo meio ambiente e respeito à comunidade, além da contratação de um responsável técnico para a demolição. 

Contudo, em particular, isso não parece incomodar o morador da Rua Conselheiro Thomáz Coelho, 451, que fica de frente para este amontoado de entulho de demolição, toda a vizinhança está incomodada, menos o morador do 451, que se somarmos como aprendemos na escola o resultado é 10, mas que pela aritmética da cidadania é igual a o (zero). 

Abç.,

Renato César Arêas Siqueira
arquiteto e urbanista
perito técnico

professor bolsista UENF

As fotos:


quinta-feira, abril 24, 2014

CIDADE LARGADA

A obra é, relativamente, simples, mas quando pronta significará maior segurança e fluidez no trânsito caótico da cidade. No entanto, paira sobre o minusculo canteiro de obra, a maldição dos governos opacos e negligentes.

Trata-se da abertura do canteiro central da rua Philipe Uebe, na confluência com a avenida Alberto Lamego, no parque Califórnia, restituindo o tráfego no local e, provavelmente, devolvendo a avenida 7 de Setembro, o fluxo de mão dupla.

Pois bem, tudo isso é conjectura, porque a obra não tem nenhuma sinalização, nem placa de valores ou tempo de execução do serviço. Veja.


NOVO CONFISCO?

(Colaboração de Heloisa Crespo)

O Governo do PT discute o confisco de dinheiro de pessoas da classe média. Está mais parecendo o que foi feito pela Zélia na poupança , quando do governo Collor, Saiba mais sobre isso.
 https://www.youtube.com/watch?v=3MJFH0_otuU&feature=youtu.be

"ORQUESTRANDO A VIDA" COMEMORA 19 ANOS

19 ANOS DA ORQUESTRANDO A  VIDA.
 VENEZUELANO REGE A ABERTURA DA TEMPORADA DE CONCERTOS DE 2014.
A ONG Orquestrando a Vida, abre a temporada de concertos de 2014 com a apresentação de todas as orquestras e coros pertencentes aos corpos sinfônicos da instituição.
O Maestro Juan Gorrin, Diretor convidado, vindo de Caracas ( Venezuela) para conduzir o trabalho coral, estará durante toda a semana convivendo com os jovens campistas, trazendo uma larga experiência coral, visto ser um dos mais renomados maestros Venezuelanos. Atualmente é responsável pelo principal coro venezuelano "coro Sinfônico Simón Bolivar”. Tem viajado o mundo regendo e preparando coros, alcançando grande destaque no famoso "EL SISTEMA”, que se tornou o grande paradigma do ensino da música no mundo, através da prática de orquestra com crianças e jovens, sendo o seu maior percursor o fenômeno da  musica clássica, GUSTAVO DUDAMEL.
Maestro Juan Gorrín, jovem cantor e Diretor da Coral Meninos Cantores da Venezuela e Diretor Adjunto da Coral Nacional Juvenil Simón Bolívar pertencente ao Sistema Nacional de Orquestras e Corais Infantis e Juvenis do mesmo país.
Realizou estudos de direção com Gerald Wirth, Diretor dos Meninos Cantores de Viena, Helmuth Rilling da Academia Bach da Alemanha, Robert Göstl Diretor da Coral Juvenil Alemã, Elisenda Carrasco, Diretora coral do Palau da Musica de Barcelona, Lourdes Sanchez Diretora do Sistema Nacional de Coros da Venezuela e Cesar Alejandro Carrillo Diretor Coral, compositor e arranjador venezuelano.
Como Diretor do Coral Nacional Juvenil Simón Bolívar apresentou-se em importantes salas como o Lincoln Center de N. York, o Kennedy Center em Washington, Alte Oper de Frankfurt, Teatro Eliecer Gaitan em Bogotá e Mozarteum de Salzburgo.
Como parte do seu trabalho acadêmico, realiza visitas como instrutor em workshops de Direçao Coral, projetos Sinfônico - corais,  organização de Festivais e pensum acadêmico no seu país. É diretor fundador do Coral Infantil da Universidade Católica Andrés Bello onde fez estudos de comunicação social. Em 2010 foi convidado a oferecer um workshop no programa 100x35 do Conservatório de Musica de Porto Rico.
Como cantor participou em importantes agregações corais na Venezuela e foi vencedor de diversos Festivais. Foi membro do Coral Mundial de Jovens com a qual realizou turnês internacionais dentre as quais vale a pena ressaltar o Opening dos Jogos Olímpicos de Beijing 2008 e o Concerto do Premio Nobel da Paz em Noruega 2011.
O núcleo de Campos, o primeiro projeto brasileiro e considerado pelos professores e maestros venezuelanos, como o maior programa musical venezuelano, fora da Venezuela. Criado há 19 anos em Campos pelos maestros Luis Mauricio Carneiro e Jony William, no Centro Cultura Musical de Campos, se tronou um dos maiores projetos brasileiros no genero. Vencedor de Muitos prêmios importantes do governo do Estado do Rio de Janeiro (Cultura nota 10, Premio de Cultura do Estado e várias comendas da Câmara Municipal de Vereadores de Campos). Tem divulgado a cultura de nossa cidade em todo o território nacional e no exterior, através de turnês com a Orquestra Sinfônica Mariuccia Iacovino, sendo destaque em grandes teatros do mundo Carnegie Hall (Estados Unidos da América), Centro Sinfonico Nacional de La Paz (Bolívia), Teatro São Carlos (Portugal), Teatro Colon (Argentina), Teatro municipal do Rio de Janeiro (RJ), Teatro Carlos Gomes (ES), Copacabana Palace (RJ), entre outros.
Hoje, contamos com uma plataforma de ensino de largo alcance, através do ensino da música orquestral e mais recentemente da música coral. Onde os cantores se preparam liricamente, com profissionais de grande experiência em óperas (Baixo - Barítono Daniel Sorem e Soprano Danielle Bragazzi). As crianças e jovens são preparadas vocalmente e teoricamente para conviverem com as composições dos grandes mestres da música e com nossos compositores nacionais.
Nas orquestras, centenas de crianças e jovens, a partir dos 6 anos, vindos de escolas públicas e na sua grande maioria, vindas de bairros periféricos e  distritos de nossa cidade, podem através desta prática, receberem lições que diariamente contribuem para uma mudança radical em suas vidas, influenciando sua família, vizinhos e amigos.
Na Orquestrando Vida, aprendi muitas coisas especiais, conta o violoncelista Luis Felipe Prado. Desde o primeiro contato com meu maior companheiro, o violoncelo, até a capacidade de trabalhar em grupo, responsabilidade, consciência social, entre tantas outras coisas. No projeto, tive a oportunidade de conhecer outras culturas, outras classes sociais, outras línguas e outros pontos de vista, coisas que talvez eu levasse muitos anos. Hoje, vivo da música, sou professor de violoncelo e posso dividir meu conhecimento com muitas outras crianças.
Uma grande noite musical, esta sendo preparada pelos profissionais e músicos da Orquestrando a Vida. Serão centenas de músicos infantis e juvenis, conduzidos por uma equipe de profissionais de grande experiência em ópera e música sinfônica, que desenvolveram em nossas crianças e jovens campistas o amor pela música clássica.

O concerto acontecerá no Dia 26 de Abril às 19 horas, com entrada franca no Teatro Municipal Trianon.
Tem como direção de canto dos maestros - Daniel Sorem e Danielle Bragazzi, Regência coral do maestro venezuelano Juan Gorrin, direção artística do Maestro Luis Mauricio Carneiro, regência preparatória do Maestro Marcos Rangel e direção Geral do Maestro Jony William.

Solistas convidados:
André Figueiredo - Tenor
Andressa Ignácio – Mezzo soprano

Programa:
Te Deum - Tosca de G. Puccini, Meine Lippen - Giuditta de F. Lehár, Abertura - Carmen de G. Bizet, Chanson Bohème - Carmen de G. Bizet, Nessun Dorma - Turandot de G. Puccini, Barcarolle - Os Contos de Hoffmann de J. Offenbach, Fervono Amori e Danze - Un Ballo in Maschera de G. Verdi

Realização - Orquestrando a Vida 
                     Teatro Municipal Trianon


-- 
Att.:
 
Gianny de Souza Carneiro