quinta-feira, dezembro 30, 2010

FELIZES ANOS NOVOS!

A foto que ilustra este texto pode ser dos arredores de Bombaim, na Índia; Porto Príncipe, no Haiti ou um dos muitos guetos das periferias brasileiras. É o flagrante de uma cena comum, própria de cidades desiguais, sob o tacão de governos relapsos.

Mas a fotografia em questão é uma referência à Terra Prometida, um bairro inventado na década de 90, na região elevada da área urbana de Campos dos Goytacazes, nas franjas de Guarús. Longe, geograficamente, do centro e distante de políticas públicas inclusivas, o bairro amarga os mesmos índices históricos de pobreza e fragilidade social desde sempre.

Quando foi articulado, sob inspiração bíblica, as casas foram construídas numa parceria do Poder Público e dos moradores. A Prefeitura financiava o material de construção e as famílias beneficiadas cuidavam da mão de obra. Poderia ter dado certo, mas o governo que o concebeu, começava, prematuramente, a apodrecer politicamente.

A Terra Prometida ficou na promessa vã.

Hoje, fui ao bairro cumprir um compromisso pessoal. Passei pelo Posto Novo Mundo, Eldorado, Novo Eldorado, Codin e a impressão foi de terra arrasada. Esgoto à céu aberto, quando há esgoto; ruas intransitáveis, enfim todas as digitais do caos social.

Na Terra Prometida o governo inexiste. Lá não há a escola libertadora, cidadã; não há medicina preventiva; não há programas de controle da natalidade; não existem núcleos de cultura popular, não há entretenimento. Sobram igrejas, de todos os formatos e tamanhos, que buscam resgatar, pelo menos, as almas. Lá, o Poder Público é uma abstração.

Voltei pra casa com o mesmo sentimento de Vinícius, Garoto e Chico Buarque, quando fizeram Gente Humilde: “Tem certos dias em que eu penso em minha gente e sinto assim todo o meu peito se apertar” ... “são casas simples com cadeiras nas calçadas e na fachada escrito em cima que é um lar”. Reforcei minha crença que essa cidade precisa ser reinventada. De verdade e urgentemente.

Por ora, já nos escombros de 2010, só me ocorre desejar Felizes Anos Novos a essa gente humilde, mas valente, da Terra Prometida e de todas as outras Terras Prometidas e não cumpridas dessa Planície.

quarta-feira, dezembro 29, 2010

PÉROLAS DO ORÇAMENTO DE 2011 DE CAMPOS

Estou garimpando o orçamento de Campos para o exercício de 2011. É uma peça de ficção. Uma declaração de intenções e não precisa ser economista para constatar que o calhamaço que a Câmara de Campos aprovou intacto será alvo de uma manobra casuística: as anulações de rubricas por decreto, o que permitirá uma execução orçamentária ao sabor do Poder Executivo.

Eu não tenho a menor dúvida que há um abismo entre o que está escrito e o que, efetivamente, será feito.

Uma conta primária rápida revela a ordem de grandeza do nosso orçamento. O montante de dinheiro que estará no cofre da prefeita, ano que vem, vai lhe permitir a bagatela de 5 milhões e meio de reais por dia para serem gastos (ops! aplicados).

Mas, mal comecei a folhear a peça contábil, encontrei pérolas ao avesso. Vamos a elas:
- reserva para teste da orelhinha – 12 reais. (É isso mesmo que você leu: uma dúzia de reais);
- Dentista na Escola – 24 reais;
- Programa Amiga da amamentação – 24 reais;
- Combate ao Tabagismo – 12 reais;
- Recurso para Sanitários Domiciliares – 24 reais.

No entanto, estão rubricados para terceirização da frota da Saúde, a módica quantia de 4 milhões e 200 mil reais;
- Para manutenção do famoso softwear da Saúde – 6 milhões e 780 mil reais, valor quatro vezes maior do que o destinado ao combate à Dengue, 1 milhão, 127 mil reais e 97 centavos.

Como se vê, apenas numa análise rasa, o texto orçamentário, em boa parte, foi escrito para não ser seguido. É claro que se, os economistas do governo, quiserem elucidar “meus delírios”, o blog está, desde já, ao inteiro dispor.

DENÚNCIA DE UMA PROFESSORA CIDADÃ

PROFESSORA RELATA COM DETALHES OS PROBLEMAS DA E.M JOÃO GOULART 

A Escola Municipal João Goulart situa-se em Venda Nova, quarto distrito de Campos dos Goytacazes, à Avenida Pedro Pereira s/nº. Atende a Educação Infantil, 1º e o 2º Ciclo do 1º segmento do Ensino Fundamental e da Fase I a Fase IV da Educação de Jovens e Adultos, que funciona das dezoito às vinte e duas horas com duas turmas multisseriadas: a MF301 (Fase I e Fase II) e a MF302 (Fase II e Fase IV).

Venda Nova é um distrito rural que acolhe pessoas oriundas de outros distritos, municípios e até estados, o que contribui para que ocorra uma variedade no quadro de alunos da escola, porém no que diz respeito aos alunos da Educação de Jovens e Adultos, a clientela desta modalidade de ensino possui características específicas e certa homogeneidade.
 
A escola possui dez professores regentes, um professor para a Sala de Leitura, um professor para a Sala de Informática, um Auxiliar de Secretaria, quatro professores readaptados que atuam auxiliando na Secretaria, na Coordenação de Turno, como Responsável pela Merenda Escolar, uma Orientadora Pedagógica, uma Animadora Cultural, uma Diretora, uma Vice-diretora, uma Secretária, cinco Auxiliares de Serviços Gerais e um Vigia.

Este estabelecimento encontra-se instalado num prédio cheio de problemas                                                 estruturais, entre os quais, instalações elétricas e hidráulicas comprometidas pelo péssimo estado de conservação. Possui quatro salas de aula, sendo que duas delas foram construídas por um antigo vereador que, penalizado com a situação da escola, construiu com recursos próprios, duas salas de aula, uma secretaria e uma cozinha. O prédio pré-moldado onde antes funcionava a escola, e que fica na parte da frente do espaço escolar, encontra-se interditado há alguns anos pela Defesa Civil por ser uma ameaça real ao bem estar e segurança de todos que por ali circulam e frequentam o local.

Os alunos não possuem refeitório nem área de lazer. A escola não possui um profissional para lecionar Educação Física e a professora da Sala de Informática não possui ambiente para que possam ocorrer as aulas; só existem os equipamentos que ainda não foram instalados. Neste estabelecimento de ensino, a Educação de Jovens e Adultos teve início no ano de 2007 e, atualmente neste segundo semestre de 2010, são ofertadas as Fases I, II, III, e IV, tendo suas conclusões por semestre.

No momento desta pesquisa em 2010, o funcionamento da EJA na Escola Municipal João Goulart encontra-se comprometido em relação à continuidade desta modalidade de ensino para 2011, pois não há incentivo por parte do poder público e nem da direção da escola. As professoras, a Auxiliar de Secretaria, a Orientadora Pedagógica e a Coordenadora de Turno do turno da noite que atuam diretamente com a Educação de Jovens e Adultos tentam sem muito sucesso, amenizar a situação incentivando alunos e comunidade através de ações como distribuição de kits (escolares, de higiene e de guloseimas).

Faz-se necessário, pois, refletir sobre o perfil e o comportamento destes alunos desta modalidade de ensino na Escola Municipal João Goulart, a partir da análise dos dados apresentados, que podem auxiliar educadores que atuam na Educação de Jovens e Adultos, de um modo geral, como também auxiliarem a administração desta escola, em particular, para que junto à Orientação Pedagógica, possam planejar e traçar ações tanto administrativas quanto pedagógicas que visem um melhor atendimento e incentivo a este público exclusivo, objetivando a continuação deste segmento da Educação Básica nesta comunidade.


LUCIANA SOARES MARQUES 
Professora da Rede Municipal da 1º ao 5º Ano do 1º Segmento do Ensino Fundamental da Escola Estadual Municipalizada Jacques Richer, Campos dos Goytacazes/RJ.

Fernando,
Com tanta verba por que nossa escola continua assim há mais de uma década?Publica como matéria por favor.
Obrigada

terça-feira, dezembro 28, 2010

LIVROS, LIVROS À MANCHEIA

Pra fechar bem nossa programação de 2010, o escritor e pesquisador Hélvio Cordeiro autografa, nesta quarta-feira, os livros "Carukango, o Príncipe dos Escravos" e "Escravidão e Abolição, a luta pela Igualdade", a partir das 20h no MPBar. A noite será ao som de discos de vinil com a temática africana, sob o comando de Wellington Cordeiro. Hélvio lançou "Escravidão e Abolição...", com grande sucesso, na última Bienal do Livro de Campos. Os livros são gratuitos.
esquinampbar.blogspot.com
--
 
Patrícia Bueno
Jornalista

JOSÉ ALENCAR SOFRE NOVA HEMORRAGIA

Boletim médico do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde está internado o vice-presidente, José Alencar, informa que ele voltou a sofrer hemorragia abdominal na noite de ontem.

Ainda hoje Alencar será submetido a uma arteriografia.

SÉRGIO MENDES CONVOCA SOCIEDADE PARA A FRENTE

O movimento da Frente Democrática nasce da vontade de tentarmos contribuir para uma discussão permanente dos problemas que nos afligem no  dia-a-dia, sem termos a pretensão de dar uma receita "ideal" para solucioná-los. É fundamental que você que está atento aos nossos passos, entenda que a sua efetiva participação vai contribuir, sobremaneira, para o sucesso desta Frente que se forma.

Longe de acharmos que temos o monopólio da verdade. O que não podemos, é que em nome dos nossos possíveis erros do passado, desistir de recomeçar, de tentar corrigir os rumos.

Campos dos Goytacazes não é só um problema meu, é sobretudo um problema nosso - no que me diz respeito, não tenho medo de dar a cara para bater-.  É preferível ser censurado pelas nossas ações, do que pelas nossas omissões. Criticar é sempre mais cômodo do que participar e tentar buscar uma solução comum para os problemas do nosso município. Pense nisto, a hora é esta.


Sérgio Mendes

segunda-feira, dezembro 27, 2010

FRENTE VAI FISCALIZAR ORÇAMENTO DE CAMPOS

Os dirigentes partidários que compõem a Frente Democrática de Oposição reuniram-se, hoje, pela manhã, na sede do Sindicato dos Eletricitários, quando definiram um calendário de compromissos para as diferentes comissões que foram criadas.

Entre as deliberações tomadas, ficou definido que o Orçamento para o exercício de 2011 de Campos, será alvo de criteriosa investigação e posterior acompanhamento de sua efetiva aplicação. Além disso, a Frente pretende, por seus meios, disponibilizar os números reais do Orçamento para democratizar o acesso da população à essa informação.

Na reunião de hoje, mais um partido cerrou fileiras, no movimento: o Psol.

ECUMÊNICO

Já nos escombros de 2010, fui testemunha privilegiada deste diálogo raro.

Duda, 8 anos – Nina, eu sou “vangélica” e você?
Nina, 4 anos – Eu sou “flamenga”.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

FELIZ NATAL À TODOS, INDISTINTAMENTE!

O SIGNIFICADO DO NATAL
 
Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você.
Para onde vão todos?
Os shoppings estão lotados...
Crianças são arrastadas por pais apressados, em meio ao torvelinho...
Há uma correria generalizada...
Alimentos e bebidas são armazenados...
E os presentes, então? São tantos a providenciar...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Mas, qual é o motivo dessa correria?
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Talvez você nunca tenha notado que há pessoas que oferecem presentes por mero interesse...
Que há abraços frios e calculistas...
Que familiares se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
E quem vive sem caridade desconhece o encanto do mar que incessantemente acaricia a praia, num vai-e-vem constante...
Natal é fraternidade...
E a vida sem fraternidade é como um rio sem leito, uma noite sem luar, uma criança sem sorriso, uma estrela sem luz.
Mas o Natal também é união...
E a vida sem união é como um barco furado, um pássaro de asas quebradas, um navegante perdido no oceano sem fim.
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
E a vida sem amor é desabilitada para a paz, porque em sua intimidade não sopra a brisa suave do amanhecer, nem se percebe o cenário multicolorido do crepúsculo.
Viver sem a paz é como navegar sem bússola em noite escura... É desconhecer os caminhos que enaltecem a alma e dão sentido à vida.
Enfim, a vida sem amor... Bem, a vida sem amor é mera ilusão.
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...

Esta luxuosa colaboração é da minha amiga, Cristina Lima.

quinta-feira, dezembro 23, 2010

QUEM ACREDITA NELE?

O cara é o perfeito papai Noel: só os muito ingênuos e os crédulos convenientes acreditam nele.

QUANDO A FÍSICA É POLÍTICA

“À toda ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade”, este é o resumo da terceira lei do inglês Isac Newton, que viveu nas lonjuras do século XVII.

Que os Partidos Políticos independentes, na vila formosa de São Salvador dos Campos, neste ano da graça de 2010, convertam esta verdade física para a prática política: “à todo governo tirano e radical há sempre uma Oposição de igual intensidade”. E disposição também.

O CEPOP E AS BOLSAS DE ESTUDOS

O blog recebe oportuna colaboração do jornalista Sérgio Mendes, ex-prefeito de Campos:

Em que pese a importância de termos um espaço para realização de eventos populares - sambódromo ou cepop, como queiram - é inadimissível que se gaste 69 MILHÕES nesta obra e paralelamente se extingua o programa de bolsas de estudos, que já existe ha quase uma década, para alunos carentes do ensino fundamental, sob o pretexto de que é uma exigência da lei, que confere aos municípios esta obrigatoriedade constitucional

          É importante ressaltar que o governo federal mantêm milhares de alunos na universidade privada - constitucionalmente ele é obrigado a abrigar estes alunos na universidade pública - sob o regime de bolsas de estudos. De forma nenhuma podemos assistir a este descaso com as camadas mais pobres, de uma forma tão passiva.
          O governo da prefeita sub-júdice Rosinha GAROTINHO tem se proclamado a favor dos menos favorecidos, portanto precisamos nos unir: pais, alunos, vereadores, sociedade civil organizada, e cobrar dela menos "OBRAS VULTOSAS' e mais compromisso com a educação, que sem dúvida, é desta forma que vamos promover a redenção de Campos.
          PS: continuar com as bolsas de estudos foi um de seus COMPROMISSOS ASSUMIDOS PUBLICAMENTE NA CAMPANHA ELEITORAL


Sérgio Mendes

quarta-feira, dezembro 22, 2010

A VOLTA DOS TEMPOS DUROS

As oito sessões da Câmara Municipal de Campos, nesta quarta feira, foram enfadonhas, mas reveladoras. O líder do governo se desdobrou entre as atividades de plenário e o telefone celular. Recebeu e cumpriu ordens externas.

A primeira advertência do Centro Executivo, que por sua vez, recebeu emanações superiores, vindas da antiga Corte: abortar qualquer pedido de informação. Assim se fez. Ordem dada, ordem cumprida.

Segundo, o orçamento tinha que ser votado intacto. Emendas, nem pensar. Se forem da Oposição, então, nem sonhar. Assim foi feito. As emendas modificativas, todas, tiveram encaminhamento de votação contrária.

A Oposição voltou a ser tratada como inimiga mortal. O PSB, que ensaiou uma rebeldia combinada, afinou o discurso. Como antes, agüenta calado, em plenário, toda sorte de ofensas. É o bode expiatório do governo puritano. E ainda vota a favor, fervorosamente.

Enfim, estão de volta os tempos duros. Está reeditada a empáfia oficial. É rediviva a arrogância cafona. E tudo isso, sobre uma montanha de quase 2 bilhões de reais.

ROLO COMPRESSOR DO GOVERNO VAI VOTAR ORÇAMENTO 2011

Daqui a pouco, o rolo compressor do Governo vai aprovar o orçamento de Campos para o exercício de 2011. A ordem é para que a peça orçamentária não seja fragmentada com emendas. A prefeita quer o orçamento aprovado como foi encaminhado à Câmara.

Uma montanha de dinheiro de mais de 1 bilhão e 800 milhões de reais.

LULA VETA CONFISCO DOS NOSSOS ROYALTIES

Minha amiga, Jô Ribeiro, liga para informar que a TV acaba de dar em edição extraordinária que o Presidente Lula vetou, como prometido, o projeto de partilha dos royalties do petróleo, que sangrava recursos dos Estados e Municípios produtores.

O veto volta ao Congresso.

CONTAS DE MOCAIBER APROVADAS

Sobre a postagem que fiz há pouco, dando conta da manifestação do cidadão Claudio Jorge, que protocolou reclamação no MP contra a postergação da votação das contas dos ex-prefeitos Mocaiber e Roberto Henriques, na Câmara Municipal, caiu o objeto: o plenário acaba de aprovar o parecer da comissão de Orçamento e Finanças, favorável às contas de 2008.

Os votos contrários foram dos vereadores Marcos Bacellar (que vai questionar a votação em juizo), Jorge Pé no Chão, Ilsan Viana e Odisséia Carvalho. Kelinho não compareceu à sessão. O presidente da Câmara, Nelson Nahim votou a favor.

MANOBRA PARA ESVAZIAR A CÂMARA ACABA NO MP

O cidadão Claudio Jorge Gomes, morador do bairro da Pecuária, exibiu, hoje, no saguão da Câmara Municipal de Campos, cópia da reclamação que protocolou, no Ministério Público de Campos, na Promotoria de Justiça, secção de Tutela Coletiva, contra as manobras da bancada governista para impedir a votação das contas do exercício de 2008 dos ex-prefeitos Mocaiber e Roberto Henriques.

No documento, ressalva que “a cidadania de Campos está sendo aviltada”, de forma escandalosa, com os subterfúgios dos vereadores, que ao ouvirem a chamada da sessão para julgamento do parecer da comissão de Orçamento e Finanças, fogem do plenário, diante de uma platéia estarrecida.

Claudio, reconhece a autonomia e harmonia dos Poderes, mas considera que a situação, que beira o ridículo, depõem contra o Poder Legislativo, responsável pela fiscalização dos atos do Poder Executivo.

O SAMBA DO GOVERNO DESAFINOU

O irriquieto Rubinho Chebabe, artista decano do Carnaval de Campos, protocolou uma denúncia no Ministério Público do Estado, com o intuito de suspender qualquer repasse de verba oficial para os desfiles do ano que vem.

Segundo ele, há uma dívida controvertida a ser paga ainda, referente ao carnaval deste ano. A Prefeitura reconhece um débito de 174 mil reais, mas os carnavalescos afirmam que o valor é superior aos 200 mil.

Oportunamente, voltarei ao assunto.

terça-feira, dezembro 21, 2010

SERGIO MENDES RESPONDE A GAROTINHO

O deputado sub-júdice, Anthony Matheus Garotinho, que responde a mais de cem processos na justiça, entre os quais, já foi condenado na Vara Federal do Rio de Janeiro por formação de quadrilha armada - pena de dois anos e oito meses, porém em grau de recurso - junto com seu ex-amigo deputado cassado Alvaro Lins, veio neste sábado para radio O Diario - que se encontra sob investigação judicial para tentar identificar seus verdadeiros donos – tentar, insanamente, como é do seu feitio, desqualificar e enfraquecer a Frente Democrática, que se formou no decorrer da semana passada, atacando vários de seus membros, inclusive, como bom evangélico que é, no campo pessoal, tentando com isto desestabilizar a todos. 

É importante atentarmos que com esta sua atitude tresloucada ele está tentando tirar todos do foco da discussão central.

O que está em jogo para todos cidadãos de bem desta cidade não é o comportamento insano e belicoso deste jovem senhor e sim a discussão elevada sobre o governo da sra. Rosinha Garotinho, prefeita sub-judice, senão vejamos: o que ela precisa explicar é o porquê de uma cidade que arrecada quase 2 bilhões de reais, estar com uma saúde sucateada, que muitas vezes a população vai aos postos e não encontra remédios e,  sequer médicos; por que a reforma dos banheiros do terminal rodoviário urbano custara 94 mil reais? - preço de uma casa de boa qualidade -, por que as empresas de ônibus recebem, por ano, mais de 30 milhões de reais da prefeitura e a sua frota está tão sucateada, sem horários regulares, e recentemente alguns veículos foram tirados de circulação pelo Detran, por falta de documentação, por que o software alugado pela secretaria de saúde por mais de 500 mil reais por mês não tem melhorado em nada o atendimento do sistema, enfim, podemos comentar aqui todos os engodos, remendos, que são praticados por eles que precisam ser sempre lembrados e cobrados pelos cidadãos que querem um governo verdadeiramente limpo e transparente.
 
Esta tem que ser, permanentemente, a discussão central, no mais, este menininho, enquanto estiver com mandato, deveria procurar amadurecer e tentar se redimir dos seus pecados para com o povo de Campos, buscando uma agenda positiva, como a luta pelos royalties, recursos para obras de vulto que tanto estamos carecendo. Vamos estar cada vez mais conscientes da importância de nossa união, na busca incessante da paz, harmonia e transparência sobre os gastos públicos. 

Sergio Mendes

segunda-feira, dezembro 20, 2010

CONCURSADOS DO PSF VENCERAM!

O blog Florence, apaga a luz! publicou pronunciamento do secretário municipal de Saúde, Paulo Hirano, sobre convocação dos aprovados no concurso do PSF. Dois núcleos, inicialmente, serão atendidos.

Valeu a mobilização dos concursados. 

domingo, dezembro 19, 2010

MANIFESTO DA FRENTE DEMOCRÁTICA

O manifesto da Frente Democrática de Campos, uma instância de Poder Popular, que seria divulgado neste domingo, dia 19, terá que aguardar a reunião de segunda feira para ser aprovado por todos os dirigentes partidários.

Não houve tempo hábil para que todos os presidentes de partidos fizessem uma leitura prévia e aprovassem os termos do texto.

A divulgação deverá acontecer na terça feira, dia 21.

Na reunião de segunda, além dos dirigentes partidários, também estarão presentes os vereadores dos partidos que compõem a Frente.

sábado, dezembro 18, 2010

COM A PALAVRA O JUIZO DA 100A ZONA ELEITORAL

Os ministros do TSE, por 4 votos a 3, decidiram anular o acórdão do TRE que condenou os réus Anthony Garotinho e sua esposa por uso indevido dos meios de comunicação e a afastou do cargo de prefeita de Campos, sob o argumento de supressão de instância.

Na mesma decisão, o pleno do Tribunal determinou que o processo retorne à seu juízo de origem, o da 100ª zona eleitoral de Campos e seja julgado, no mérito, uma vez que o argumento do juiz, à época, a ilegitimidade do acusador, já é matéria vencida.

A grave questão jurídica continua aberta, indefinida. Não houve absolvição alguma. Então, com a palavra, o juízo da 100ª zona eleitoral.

ODE AO BOQUIRROTO



(Com licença poética de Mário de Andrade e seu Ode ao Burguês)

Eu ignoro o boquirroto! O boquirroto rotundo!
Entendo suas míseras razões para apontar com o dedo sujo,
Mas o ignoro. Não aceito sua provocação para duelos,
Já que sempre lhe caberá a escolha das armas. Eu não sei usar a língua
Com a destreza que os marginais românticos usavam navalhas,
Sempre a sorrelfa.
Para mim a língua, mesmo quando é lâmina, tem que ser limpa.

Eu ignoro a matilha adestrada! Raivosa, maltrapilha matilha!
Aquela que, “papagaiamente”, repete à exaustão as mirabolantes
Teorias da conspiração do chefe do canil. Late às carruagens
E não se dá conta que constrói com sua cantilena, catedrais da
Mais absoluta inutilidade. Ignoro a matilha, que por covardia e
Conveniência não olha, não comenta e finge que não existe
O rabo de palha do cão guia.

Eu ignoro o boquirroto mitomano!
O que do altíssimo de seu destemor doentio se arvora dono da única verdade
E decreta sentenças para adversários e desafetos, como quem se acha
O ungido dos céus. O único, o invicto. Cínico.

Abaixo as amizades convenientes!
As que atendem tão somente aos propósitos imediatos da insana
Busca do Poder. O Poder pelo poder. O poder pela vingança. O poder
Pela herança. O Poder privado de inteligência e sensibilidade. O poder
Medíocre. O poder hipócrita. O poder que ceva a miséria sem libertá-la
Nunca. O poder das obras michas!

Condolências, contudo, a Madame Bovary de calças compridas!
É improvável, a essa altura do tempo, que entendas que
O mundo não gira em torno de seu umbigo, mas vá lá,
Água mole em pedra dura, se a água não acabar antes,
Pode ser que a fure.
Condolências ao leitor idiossincrásico da cartilha de Maquiavel!
Porque nem todos entendem aquilo que lêem. Mas só o exercício da
Leitura é uma virtude. Embora, nesses casos, seja também um perigo.

Fora o ódio! O ódio biliar, que atormenta o hospedeiro
E o desorienta, uma vez que sua carga é corrosiva e
Mais rápido que se imagina abre fendas na alma humana.
Fendas definitivas.
Fora a inveja na sua forma mais crua. Mais desumana!
Viva verdadeiramente a escolha cívica e democrática,
Soberana senhora dos destinos públicos de todos.

Fora os falastrões baldios!
Para quem a traição é sempre quando seus interesses
São contrariados. Seus minúsculos e privativos interesses.
O que fingem ignorar é que o maior dos traidores é aquele
Que apunhala, impiedosamente, a sua consciência, aquele “morcego”
que toda noite, invariavelmente, entra no quarto escuro,
como alerta Augusto dos Anjos.

Fora a falácia! Fora a astúcia calhorda! Fora a mixórdia política!
Fora!

Fernando Leite Fernandes 

sexta-feira, dezembro 17, 2010

CONCURSADOS DO PSF, UNI-VOS!

Deu na Folha da Manhã: a prefeita dará o veredicto sobre a convocação dos aprovados em concurso do PSF, na próxima segunda feira.

Huummm!!!??!!

SECRETÁRIO DE SAÚDE CONVOCADO PELA CÂMARA

Por unanimidade, o plenário da Câmara Municipal de Campos aprovou requerimento da vereadora Ilsan Viana, PDT, que convoca o secretário de Saúde da Prefeitura, Paulo Hirano, para prestar esclarecimentos sobre irregularidades denunciadas e admitidas, em portaria, pela própria Secretaria.

A mesa diretora deverá marcar, esta semana, a data do comparecimento do secretário.

A VERDADE DOS FATOS

O retorno da prefeita afastada reacende as paixões e há textos produzidos para todos os gostos e interesses. Mas, o fato é único e contra o qual pode haver contestações, mas não há argumentos sólidos: A ÚNICA CORTE QUE JULGOU O MÉRITO DA AÇÃO QUE AFASTOU A PREFEITA, DECIDIU POR SUA CONDENAÇÃO.

Em Campos, no juízo da 100ª ZE, primeira instância e original, a ação não foi julgada no mérito porque foi contestada a legitimidade do denunciante, o deputado Arnaldo Vianna. O processo iria a arquivo.

Por movimento do Ministério Público Eleitoral, a ação foi encaminhada a segunda instância, o TRE, onde, efetivamente, foi julgada e os réus condenados.

O recurso interposto pelos advogados da prefeita e de seu consorte, foi ao TSE, QUE NÃO JULGOU O MÉRITO, MAS A SUPRESSÃO DE INSTÂNCIA, que fique claro. E determinou o retorno da ação à instância de origem para ser julgado.

Então, é oportuno restabelecer a Verdade dos Fatos: o pleno do Tribunal Regional Eleitoral foi o único juízo que julgou o mérito da ação que afastou a prefeita por uso indevido dos meios de comunicação.

O resto é discurso de conveniência.

TERRA DE GIGANTES

A resistência democrática de nossa Vila formosa de São Salvador dos Campos, ganha mais um bom combatente, é o Luiz Maurício Azeredo, com seu blog Nessa Terra de Gigantes. Seja bem vindo!


Caro Fernando Leite, ainda não nos conhecemos, mas, ainda assim, lhe
peço o favor de divulgar meu blog. Claro, se você  gostar o que postei
lá:

http://nessaterradegigantes.blogspot.com/2010/09/fraude-por-tras-da-passagem-r-1.html

Desde já, agradeço.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

A PÉROLA DA PREFEITA

Em seu discurso de reentronamento, a prefeita de Campos produziu uma pérola literária. Disse que a Oposição de Campos precisa do Garotinho e que, sem ele, não existiria.

Será que ela chegou a essa conclusão sozinha? Essa constatação reluzente deve, então, ser resultado de um longo retiro, de muita contemplação e leitura filosófica. Porque é, simplesmente, genial.

Talvez a Oposição, pelo raciocínio elevado da prefeita, devesse se contrapor ao vento nordeste, ou aos ypês da beira valão; quem sabe, às jovens palmeiras da praça central ou às pedras do Boulevard.

O que sua excelência não disse, mas deve saber, é que a Oposição enfrenta o Garotinho por que ele é a eminência parda de seu governo, que, de fato, é ele quem governa. 

Não se faz oposição a figurantes, madame.

PROFANUS

Nos últimos dias, em Campos, o debate político, que por natureza deveria ser cívico, laico, foi substituído, impunemente, pelo discurso herético. O Santo nome de Deus tem sido usado como escudo para defesa da delinqüência política.

Será que eles sabem o que fazem?

FRENTE VAI REUNIR VEREADORES NA SEGUNDA

Hoje, pela manhã, a Frente Democrática de Oposição realizou mais uma reunião ordinária e definiu um calendário de eventos e ações, que inclui audiências públicas nos bairros e distritos de Campos.

Na próxima segunda feira, dia 20, a Frente reúne os vereadores dos Partidos que integram a organização para pactuar uma estratégia na Câmara Municipal.

No domingo, um manifesto de apresentação e compromisso será divulgado, nos meios de comunicação, depois de avaliado e assinado por todos os dirigentes dos 12 partidos que compõem a base da mais nova instância de Poder do Município.

As outras deliberações não serão divulgadas. São de consumo interno.

JONAS LOPES É O PRESIDENTE DO TCE

No meio da farra do retorno da prefeita ao cargo, passou batida uma eleição muito importante, a de presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro.

Hoje, às 11h, foi eleito presidente do TCE para o biênio 2011/2012, o advogado campista, Jonas Lopes de Carvalho Filho, que terá como seu vice, o ex-deputado e ex-prefeito de Nova Iguaçu, Aluisio Gama.

Jonas chegou ao Tribunal, como conselheiro, indicado pelo então governador, Anthony Garotinho.

TEM CAFÉ NO BULE VIRTUAL

O engenheiro Carlos Faria Café, embaixador de Guarús e, sobretudo, bom camarada e amigo caiu na rede. O seu blog já está disponível no endereço www.carlosfariacafe.blogspot.com Dê uma passadinha lá e confira.

Saudações, Café!

CONTAGEM REGRESSIVA

Faltam 656 dias para as eleições municipais de 2012.

quarta-feira, dezembro 15, 2010

SURPRESA

A prefeita de Campos retorna ao cargo, depois de seis meses afastada por decisão judicial. Reencontra uma cidade imobilizada, com obras paralisadas e com uma brutal evasão de divisas provocada por terceirizações indiscriminadas, com firmas estrangeiras. Um legado seu, diga-se de passagem.

Para se ter uma vaga idéia do tamanho da crise, bastam os números do comércio local. Até 2008, algumas pequenas lojas do setor de vestuário, por exemplo, vendiam, em média, por dia, 1 mil e 600 reais. Hoje estas mesmas lojas vendem, em média, 400 reais.

Mas a maior surpresa da prefeita será a nova configuração da Câmara Municipal, onde será reempossada. Seu substituto e cunhado, Nelson Nahim, que, agora retorna à presidência do legislativo, tinha, nesse Parlamento, maioria folgada. Já a prefeita... bem, a prefeita terá todo o tempo do mundo, agora, para redescobrir a nova configuração da Casa de Vidro.

PREFEITA DE CAMPOS RETORNA AO CARGO

O jornalista Aluysio Barbosa acaba de divulgar decisão do Ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral, que defere liminar interposta pelos advogados da prefeita afastada, determinando seu retorno ao cargo, do vice-prefeito, Francisco Oliveira  e a suspensão das eleições municipais extemporâneas.

Está reeditada a política cafona, das obras michas e do mau humor.

FRENTE DEMOCRATICA LANÇA MANIFESTO


A frente democrática de Oposição formalizada, hoje, durante reunião, na parte da manhã, na sede do Sindicato dos Trabalhadores da Cedae, lança, nesta quinta feira, dia 16, um manifesto ao povo de Campos.

O documento reafirmará a disposição de 12 partidos políticos de manterem-se unidos e vigilantes em relação ao governo municipal, independente do prefeito de plantão e, confirmadas ou não, as eleições extemporâneas.

A frente atuará em dois campos distintos: no movimento popular e através da bancada de Oposição, na Câmara Municipal de Campos. 

O IMPÉRIO CONTRA-ATACA

Sem legenda.

terça-feira, dezembro 14, 2010

UMA CÂMARA CONTROVERTIDA

A sessão da Câmara Municipal de Campos desta terça feira, dia 14 de dezembro do ano da graça de 2010 teve um final patético.

Em plena votação das contas do exercício de 2008 dos ex-prefeitos Alexandre Mocaiber e Roberto Henriques, os vereadores da base aliada sob ameaça de uma derrota inusitada, saíram à francesa, derrubaram o quórum e a reputação do plenário.

Tudo diante de uma platéia estupefacta que, mesmo diante das limitações do regimento interno, não se conteve e manifestou sua sagrada indignação. Ao Poder constrangido, não restou alternativa a não ser convocar a segurança.

A Câmara Municipal de Campos é de 1652, meado do século XVII. Tem, portanto, 358 anos e histórias lendárias e controvertidas.

Durante a luta renhida travada pelo clã de Benta Pereira contra os Assecas, donatários da Capitania, os camaristas, como eram chamados os vereadores, estavam à serviço do Poder colonial e contra os ideais populares.

Esse distanciamento dos vereadores de então com as aspirações da sociedade, levaram Benta Pereira e sua filha, Mariana Barreto, a entrarem montadas em seus cavalos na Câmara e levarem presos todos os parlamentares. Bons e velhos tempos!

TSE: GAROTINHO SE DEU BEM

Por quatro votos a três, o pleno do TSE acaba de acatar o recurso interposto pelos 25 advogados do deputado federal Garotinho e determina o retorno do processo à instância de origem, onde a legitimidade do denunciante, no caso o deputado Arnaldo Vianna, não foi reconhecida.

A decisão abre oportunidade para um pedido de liminar de recondução da prefeita afastada. 

segunda-feira, dezembro 13, 2010

DIAGNÓSTICO ELEITORAL


O que Garotinho quis dizer, nesse recado à Oposição: “pode vir quente que eu estou fervendo”?

- Que ele está com febre, ué!!

A PESQUISA DO GAROTINHO

O deputado federal Garotinho acaba de revelar em seu blog (blogdogarotinho.com.br) uma pesquisa que aponta 81 por cento dos campistas contra a realização de novas eleições.

Ele não revela, no entanto, algumas informações indispensáveis para garantir a credibilidade dos números: o universo pesquisado, a data da consulta e, principalmente, O NOME DO INSTITUTO DE PESQUISA.

Um CD com as músicas que marcaram a vida do Garotinho para quem descobrir o nome do Instituto.

O PLANO B DO PR

O estreitamento das chances de Nelson Nahim ser o candidato do PR, nas eleições suplementares é fato. A possibilidade de lançamento da candidatura de Wladimir, numa dobrada com Edson Batista, é concreta, sobretudo, porque, em caso de vitória, ele, inexperiente, teria necessidade de um tutor político. Mas a verdadeira ambição de Garotinho é outra.

O que move o líder máximo dos republicanos goitacás é boicotar o processo eleitoral e liderar uma mobilização popular, em Campos, capaz de atingir mais de 50 por cento de votos nulos e, dessa forma, inviabilizar as eleições extemporâneas.

Na sua conta, o índice histórico de abstenção é próximo de 20 por cento e há outras condições favoráveis ao seu projeto, tais como a data das eleições, no meio do alto verão, com a classe média nos balneários e ainda o desânimo popular com a situação política do Município.

Entende Garotinho que esta hipótese seria a mais rentável politicamente para ele próprio e para prefeita afastada.

domingo, dezembro 12, 2010

DESENREDO REPUBLICANO

Além do que já informou o Claudio Andrade em seu blog (blogclaudioandrade.blogspot.com), a reunião do PR agora há pouco, na casa de Garotinho, também vitimou o projeto de aprovação das contas de Mocaiber e Roberto Henriques.

Nem o líder do governo na Câmara, vereador Magal, a quem compete o encaminhamento da votação, está convencido da viabilidade de se conseguir o quórum qualificado para a reversão do parecer do TCE, que recomenda a reprovação das contas.

Por outro lado, as chances de uma candidatura de Nahim, nas eleições suplementares municipais saíram muito reduzidas e a possibilidade de uma dobrada Wladimir e Edson Batista, numa aliança PR/PTB ficou, tacitamente, acertada.

Enfim, para alguns era melhor que a reunião nunca tivesse acontecido. Mas há um ditado que ensina: “quem pariu Matheus que o embale”. A reunião acabou há pouco, mas os desdobramentos do que foi discutido balizarão o processo eleitoral extemporâneo, a partir de agora. 

O cenário atual aponta para uma candidatura que terá o apoio da dissidência do PR, a do vereador Rogério Matoso, do PPS.


Atualização 22:17h: inadvertidamente (ou ato falho, como queiram) ao invés de escrever ... numa aliança PR/PTB, postei, equivocadamente, PR/PMDB, mas já corrigi. 

PPS DECIDE AMANHÃ QUE RUMO TOMAR

O presidente da Executiva regional do PPS, deputado Comte Bittencourt, estará, em Campos, amanhã, a partir das 13h, quando presidirá uma reunião do comando local do partido. A pauta do encontro é sobre que rumo seguir nas eleições suplementares.

O PPS é signatário do requerimento que exigiu eleições extemporâneas, no Município e participa do movimento suprapartidário que defende uma candidatura consensual das Oposições.

Por outro lado, o vereador Rogério Matoso, presidente da Câmara Municipal e membro do Partido, está cotado para a disputa majoritária, caso o PR decida não lançar candidatura própria ou o atual prefeito Nelson Nahim seja preterido pelos republicanos. Há um acordo informal nesse sentido.

A reunião será na residência do ex-prefeito Sergio Mendes e contará com a presença de Matoso.

sábado, dezembro 11, 2010

O CURINGA

Na eventualidade do PR não lançar mesmo candidato próprio nas eleições extemporâneas de Campos, em fevereiro, o vereador Rogério Matoso, do PPS, presidente em exercício da Câmara Municipal, pode ser alçado à condição de candidato à prefeito, com apoio da dissidência dos republicanos.

Essa possibilidade é uma espécie de plano B da resistência.

DESCULPAS

Por absoluta inabilidade, acabei deletando os comentários que já estavam publicados, devidamente, em vários posts. Peço desculpas aos leitores, que se quiserem reinviá-los, serão, democraticamente, aceitos.

PR PODE BOICOTAR ELEIÇÕES EXTEMPORÂNEAS

O deputado federal Anthony Garotinho poderá defender a idéia, segundo a qual, o Partido da República não deve lançar candidato próprio, nas eleições suplementares de Campos, marcadas pelo Tribunal Regional Eleitoral para o próximo dia 6 de fevereiro.

A sua lógica é que a participação efetiva do Partido no pleito, significaria legitimá-lo. Garotinho sustenta que a decisão manifesta do TRE em normatizar o calendário eleitoral extemporâneo, sem o esgotamento do julgamento dos recursos interpostos pela prefeita afastada, atropela a “lei e a ética”.

Essa posição promete acender o debate interno no PR, uma vez que uma corrente defende o lançamento da candidatura do atual prefeito em exercício, Nelson Nahim.

quinta-feira, dezembro 09, 2010

CHAPA DO PR ESTÁ DEFINIDA

O prefeito Nelson Nahim será o candidato do PR, nas eleições suplementares de 6 de fevereiro. E se depender dele, o seu companheiro de chapa, já está definido: é o vereador Abdu Neme, do PSB.

Se quiser qualquer coisa diferente do que está, praticamente, estabelecido, o cacique Garotinho, líder máximo dos republicanos goitacás, terá que intervir, pessoalmente.

OPOSIÇÃO DECIDE AMANHÃ SOBRE ALIANÇA

Os representantes dos 11 partidos que integram o movimento suprapartidário de Oposição, em Campos, se reúnem, amanhã, a partir das 9h, na sede do Sindicato dos trabalhadores da Cedae. Na pauta, a definição de uma aliança ampla para concorrer nas eleições extemporâneas.

O PSL, que não compareceu no primeiro encontro da última quarta feira, dia 8, na residência do ex-prefeito Sergio Mendes, estará representado desta vez, pelo seu presidente, o ex-deputado Claudeci.

ACORDO INIMAGINAVEL

Para Nicolau Maquiavel, bajulador dos Médicis, na Itália do seculo XVI, “os fins justificam os meios”. Há um leitor, no entanto, que fez dessa máxima, uma profissão de fé, uma sentença pessoal, uma cartilha soberana, um Mandamento às avessas.

Assim que eu puder provar, vou revelar, aqui, no Blog, os bastidores de uma negociação que reuniu, recentemente, no Rio, esse Mequetrefe e um seu desafeto visceral, ambos velhos conhecidos nossos. O que os une, no caso, é a cooptação de um partido político, que é oposição, em Campos.

Assim que der, volto ao assunto.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

A REINVENÇÃO DA VILA DE SÃO SALVADOR DOS CAMPOS

A notícia da decisão do pleno do TRE que normatizou o calendário eleitoral extemporâneo de Campos reacendeu as paixões. E as paixões, senhores, são cegas por natureza. Paixões são indiscutíveis e, via de regra, levam a abismos.

Nessa hora grave, há os que condenam o Tribunal e lhe tacham a pecha de açodado porque não aguardou a manifestação formal do TSE, penúltimo bastião da Justiça eleitoral; há os que julgavam o mesmo Tribunal lerdo porque permitia, indefinidamente, um estado excepcional no maior Município do Estado do Rio e quinto orçamento municipal do país.

Há aqueles que transferem aos políticos, a quem nominam de “classe”, contrariando o velho Marx , para quem, classe só existem duas: a dos explorados e a dos exploradores, toda a culpa por todas as mazelas e nunca assumem, que políticos são criaturas e criações da sociedade, que os pari, de acordo com suas conveniências.

Há também os desesperançados e os descrentes, que repetem, monocordiamente, o mesmo mantra de sempre: não vai dar certo, não vai dar certo.

Há os almofadinhas perfumados para quem o povo é uma abstração, um quadro de Goya. Esses criticam tudo, mas nunca aparecem para se oferecer como alternativa. Guardam intactas as virtudes, que acham que têm.

Mas, há os que não se entregam nunca, aqueles, descritos pelo dramaturgo alemão, Bertold Brecht, os “imprescindíveis”. Esses interpretam as quedas como lições aos que querem ficar sempre de pé. É essa gente que precisa, agora, ocupar o centro da cena política de Campos.

A decisão do TRE é, sobretudo, uma chance de reinvenção dessa terra extraordinária. As ruínas sucessivas dos últimos mandatários apontam para uma nova ordem política. O velho modelo esgotou-se. Caiu de podre.

E você? Onde está você agora?

MOVIMENTO SUPREPARTIDARIO SE REUNE AGORA

Está confirmada para as 9h de hoje, a reunião do movimento suprapartidario de Campos, na residência do ex-prefeito Sergio Mendes. Esse será o segundo encontro e é desdobramento da movimentação que exigiu do TRE a definição do calendário das eleições suplementares municipais, marcadas para 6 de fevereiro de 2011.

A tentativa é encontrar uma candidatura de consenso que reuna as Oposições.

terça-feira, dezembro 07, 2010

HABEMOS CANDIDATO?

O movimento suprapartidário de Campos, que assinou o requerimento protocolado, no TRE, que resultou na elaboração da minuta que define o calendário eleitoral extemporâneo do Município e que será votada daqui a pouco, tem reunião marcada para amanhã, às 9 horas.

Na pauta, o difícil parto da candidatura única de Oposição.

PROVAVEL CALENDÁRIO ELEITORAL DE CAMPOS

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro deve julgar, dentro de poucas horas, uma minuta que define o calendário das eleições municipais extemporâneas de Campos dos Goytacazes.

Em princípio, as eleições devem ser confirmadas, em primeiro turno, para o próximo dia 6 de fevereiro e, em segundo turno, para o dia 27 do mesmo mês.

O mesmo documento estabelecerá os prazos para convenção dos partidos (entre 15 e 20 de dezembro deste ano), registro de candidaturas (entre 21 e 26 de dezembro) e início da propaganda, possivelmente, no dia 27 de dezembro.

Aguardemos, pois.

sexta-feira, dezembro 03, 2010

EX-PREFEITO CONDENADO POR DANOS MORAIS

O ex-prefeito de São Fidélis, David Loureiro, foi condenado, em primeira instância, pelo juiz Otávio Mauro Nobre, da 1ª Vara da Comarca de São Fidélis, a indenizar o radialista Nelson Ferreira de Oliveira em 3 mil reais, pela prática de crime contra a honra.

Em seu programa de rádio, o então prefeito David Loureiro, acusou Nelson, que fazia cobranças contra a sua administração e de quem era adversário político, de ter “a vida mais suja que pau de galinheiro”, entre outras ofensas. O fato ocorreu em 2003.

quinta-feira, dezembro 02, 2010

O PREFEITO NAHIM E AS BOLSAS ESCOLARES

Falei com o prefeito Nelson Nahim há alguns instantes, pelo telefone. O assunto foi a adoção do novo critério de bolsas estudantis para o ensino fundamental.

“Nesse caso, cumpro a lei que foi votada pela Câmara”; explicou o prefeito que repeliu qualquer insinuação que teria restrições de ordem pessoal à concessão de bolsas. “O que a lei determina é que as bolsas sejam concedidas aos alunos que não conseguirem matrículas na rede pública. O que não pode é haver tratamento diferenciado para três mil alunos, que são os bolsistas atuais, em detrimento de 70 mil alunos da rede oficial”; disse.

Nahim reclama que está havendo exploração política na questão. “É um absurdo dizer que sou contra os bolsistas” e vai além “amanhã chega a Campos uma inspeção do Tribunal de Contas para averiguar o cumprimento da lei, por parte da Prefeitura, no que se refere a matrícula na rede pública”.

“Eu não inventei essa situação. Eu apenas estou obrigado a cumprir o que a lei estabelece, mas posso assegurar que nenhuma criança ficará sem escola”; completou.

O prefeito Nahim reconheceu, no entanto, que a situação gera alguns  descontentamentos, uma vez que há alunos que já estão há 7, 8 anos estudando nas escolas particulares. Mas insiste que a situação foi previamente comunicada a todos, inclusive aos proprietários das escolas.

“O problema é que antes não havia critério na concessão das bolsas”, reclamou. Contudo, o prefeito determinou que a secretaria de Educação esteja atenta para corrigir eventuais distorções e não fechou a possibilidade de diálogo.